Início » Brasil » Chefe de gabinete derrapa na pista e cai na rede
Coluna Esplanada

Chefe de gabinete derrapa na pista e cai na rede

Cláudia Gama, do Ministério da Pesca, entrou na mira da corregedoria do órgão por usar o carro oficial da pasta, com motorista, para compromissos pessoais

O mar não está para peixe no último andar do Ministério da Pesca. A chefe de Gabinete da pasta, Cláudia Gama, tida pela maioria dos servidores como linha-dura, entrou na mira da corregedoria do órgão por usar o carro oficial da pasta, com motorista, para compromissos pessoais. O Ministério confirma oficialmente que a investigação ‘constatou tratarem-se de fatos eventuais, ocorridos no trajeto entre a residência e o trabalho da servidora’. Egressa da gestão anterior, do ex-ministro Eduardo Lopes, a chefe de gabinete é criticada nos corredores do órgão por tentar papel de vice-ministra.

Na escuta

Cláudia Gama foi denunciada por e-mail anônimo sobre suposto nepotismo no emprego de quatro pessoas. Em investigação preliminar, a pasta afirmou que não há nepotismo.

Acreditem…

O Ministério afirmou que não vai punir a chefe de gabinete pelo uso pessoal do carro oficial. ‘Não gerou prejuízo ao erário, nem confirmou a intenção em obter vantagem’.

Acórdão

A assessoria da pasta avisou que haverá um ‘acordo de conduta pessoal’ e que todos os servidores receberão comunicado sobre o ‘uso correto dos veículos’.

Novela da vida real

Pelo visto, o seriado global ‘Felizes para sempre?’ teve capítulo também trágico no interior do Piauí. Envolve política, poder, traição e morte. Foi preso ontem o prefeito de Lagoa do Sítio, Zé Simão (PT), acusado de ter matado com tiros a esposa Gercineide Monteiro, 35 anos. A prisão comoveu eleitores, que foram para a porta da residência.

Script

Pelo apurado na delegacia, o prefeito tinha um caso com a empregada doméstica, Noêmia Barros, 43, que o entregou em depoimento. O motivo é traição. Apesar de adúltero, ele nunca aceitara o suposto caso da mulher com um médico.

Despejo

O governador Flávio Dino (PCdoB), do Maranhão, fechou a mansão que a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) usava à beira da praia, em São Luís, para festas e banquetes em relações públicas. O governo vai vender a casa de praia.

Classificados

É isso mesmo. Se não acredite leia novamente a nota anterior. Com tanta miséria no estado, de pior IDH do País, o governo mantinha uma casa de praia para festas.

Triste empate

A tragédia com a plataforma da Petrobras no litoral do Espírito Santo causou um efeito político paralelo nos corredores do Congresso. Fechou a boca dos petistas e aliados que citavam o afundamento da plataforma P-36 como ponto negativo no governo do PSDB.

Dinheiro jorra…

A plataforma que explodiu já explorava óleo na área do pré-sal, ‘a mina de ouro’ da propaganda de Lula e da presidente Dilma, e que já produz bem. A despeito do acidente, a estatal deve retomar a operação o quanto antes.

Barreira

O Aeroporto JK, de Brasília, reforçou a segurança na entrada da área de embarque depois da invasão de jornalistas e curiosos atrás de Graças Foster, que embarcou de volta para o Rio no dia da anunciada demissão da Petrobras.

Vem aí o tesoureiro

Pelo estatuto da APO somente há três maneira de sair do cargo: se morrer; se pedir demissão e em flagrante delito. Ou, no caso em voga, do general Azevedo e Silva, se for pressionado a se demitir. O Planalto quer o tesoureiro do PT no controle das obras.

Duelo

Não convidem para um bloco ou para um camarote do Galo da Madrugada o deputado e líder do PSB do governo de Pernambuco, Waldemar Borges, e presidente da Folha de Pernambuco, Eduardo Monteiro. O jornal criticou o tesoureiro do PT, Borges tomou as dores e não teve direito de resposta.

Devagar, parando

Causa estranheza nos corredores do governo de Goiás a Alston tentar vender VLTs a 24km por hora, numa cidade onde se tem pressa de chegar ao trabalho.

Ponto Final

Uma quarta-feira triste. A Coluna se solidariza com as vítimas da tragédia em alto mar.

Com Equipe DF, SP e Nordeste

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *