Início » Brasil » Churrascaria do Temer!
GRITA BRASIL

Churrascaria do Temer!

Em um país acostumado a acordos de cavalheiros, dificilmente vamos ver um corte profundo na própria carne do governo

Churrascaria do Temer!
A coluna Grita Brasil é publicada às quintas

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Na nova churrascaria de Brasília, o corte na carne é ainda um item de discórdia. Uns querem cortar, outros preferem escolher o que cortar, e enquanto empacam na discussão do que cortar, a luz do fim do túnel permanece sem luz.

Na doce ilusão de que as receitas geradas pela tal da repatriação de valores enviados ilegalmente para o exterior, e que poderão ser legalizados mediante uma pequena multa, seriam a salvação da lavoura e do país — ledo engano — e que acabou fomentando uma briga entre estados e União que querem essa grana para se salvarem, ou para pelo menos poderem respirar melhor, o governo parece estático e mais uma vez acomodado.

Acomodado sim, porque se fosse um governo de homens de verdade e um governo objetivo, eles iriam no foco do problema e cortariam a própria carne.

A coisa é tão doida que é difícil explicar. Eles sabem que gastam mais do que arrecadam e mesmo assim preferem arrumar soluções mirabolantes ao invés de ir no olho do furacão.

Mas num país acostumado a acordos de cavalheiros, dificilmente vamos ver um corte profundo na própria carne do governo. Como cortar cargos se esses cargos foram dados em alguma contrapartida para que alguma coisa seja aprovada ou simplesmente para se ter o apoio necessário para a hora certa?

Todos que aplaudiram o impeachment de Dilma talvez tenham achado que o Temer seria A SOLUÇÃO. Eu tinha e tenho minhas dúvidas.

Enquanto o governo não mudar a mentalidade, pode entrar quem for. A coisa não vai andar se a cabeça não mudar. Não basta se super-herói, tem que ter poder de verdade.

Sei que não é uma questão fácil. Mas também não é uma questão insolúvel. Basta um pouco de coragem.

Onde estão os cortes de cargos comissionados e de ministérios? E as dezenas de benefícios que os políticos têm? Por que não olhar para isso também?

Me lembro inclusive do deputado estadual Abelardo Camarinha (PSB), que teve seu mandato cassado em São Paulo no começo de 2016, em uma entrevista dizendo: “Eu desafio qualquer um aqui que sobreviva com um salário de R$ 12 mil reais (à época). O deputado não tem um padrão de vida de um cidadão comum…. Ele é padrinho de casamento, blá, blá”.

O dever de casa está aí para quem quiser fazer. Basta somente achar alguém com coragem.

Àquela máxima cantada na música de Adoniran Barbosa, “Saudosa Maloca”, onde em um dos trechos temos “Deus dá o frio conforme o cobertor”, não funciona no nosso caso.

Outra coisa “engraçada” é como é colocada a coisa: “Governo pode ter que fazer cortes para cumprir déficit de 2016”. Como se fosse a pior coisa do mundo. O sacrifício tinha que começar no governo. E não imputar o sacrifício para quem já é sacrificado todos os dias com a falta de remédios, hospitais, escolas, professores, transporte digno, saneamento, impostos e mais impostos. Que sacrifícios nós pobres mortais ainda temos que fazer?

Temo que não dê tempo de Temer fazer alguma coisa que faça o país começar a andar para frente. Temo que quando o governo Temer realmente cair na real de verdade seja tarde demais e tenhamos que contar com a sorte do próximo presidente ser um super-herói com poderes realmente verdadeiros.

Temer, vamos trabalhar? Vamos agir? Vamos parar de ficar só olhando pro teto? Vamos governar para o povo?

Salve as baleias. Não fume em ambientes fechados. Não jogue lixo no chão.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

3 Opiniões

  1. Beraldo disse:

    O autor já caiu na real de que Sua Alteza Michel Elias Temer, não manda nada, porque não pode mandar naqueles que a levaram ao trono.

    É pau mandado e fala o que eles determinam, de acordo com o que eles pretendem fazer.

    Fosse ela, Sua Alteza, eleita legalmente pelo voto popular, aí sim teria poder de mando, em nome do povo.

    “Com poderes verdadeiros” ela poderia trabalhar, agir, parar de ficar só olhando pro teto e governar para o povo.

    Elementar!

    Artigo Primeiro – Parágrafo Único da Constituição Federal: “Todo Poder Emana do Povo”.

    Nada como um dia depois do outro! Dá medo!

  2. Paulo disse:

    O termo correto seria: Churrascaria dos CANALHAS!

  3. helo disse:

    E que congresso

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *