Início » Brasil » Chuvas deixam seis mortos e 8 mil desabrigados em Alagoas e Pernambuco
CALAMIDADE NO NORDESTE

Chuvas deixam seis mortos e 8 mil desabrigados em Alagoas e Pernambuco

Chuvas torrenciais atingiram o nordeste no fim de semana, deixando sete desaparecidos, cerca de oito mil desabrigados e pelo menos seis mortos

Chuvas deixam seis mortos e 8 mil desabrigados em Alagoas e Pernambuco
As chuvas causaram alagamentos e deslizamentos de terra (Foto: Pei Fon/ Secom Maceió)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

No último final de semana, o nordeste sofreu com chuvas intensas. Até agora, já foram registradas seis mortes, sete desaparecimentos e oito mil famílias desabrigadas na zona da mata e agreste de Pernambuco, no norte de Alagoas e na região metropolitana de Maceió. As chuvas causaram alagamentos e deslizamentos de terra.

O Governo do Estado de Pernambuco decretou estado de calamidade em 15 municípios. Segundo a Defesa Civil, 5 mil famílias estão desabrigadas. Em Alagoas, quatro pessoas morreram após um deslizamento de terra e 3 mil famílias estão desabrigadas em 18 cidades.

No último domingo, 28, o presidente Michel Temer sobrevoou áreas atingidas nos dois estados e prometeu liberar recursos para ações emergenciais. Além disso, o governo federal anunciou a liberação de um empréstimo de R$ 600 milhões para o governo de Pernambuco investir em ações preventivas de médio e longo prazo, com a construção de barragens.

Fontes:
Folha de S.Paulo-Chuvas deixam seis mortos e 8.000 famílias desabrigadas em PE e AL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. laercio disse:

    Aqui temos um problema notadamente político. Tratam o nordeste como um constante fornecedor de mão de obra barata, são mantidos sem educação e numa atmosfera de falsa liberdade que eles confundem com democracia.
    Democracia não é fazer o que quer mais sim está num governo do povo… Governo! Significa ordem e não deixar as pessoas viverem como animais em uma liberdade que enterra o nordeste por décadas.
    A geografia do nordeste, num todo, soma condições de, a curto prazo, haver implantação de bairros semi urbanos subsidiados pelo governo fazendo concorrencia direta aos grandes produtores e ou unidos a estes na participação das etapas de produção.
    O estado calamitoso se dá devido aos interesses de poucos mas as considerações gerais apontam para um nordeste com condições continentais de produtividade.

  2. carlos alberto martins disse:

    em Santo André,cidade do ABC onde morava,costumava nadar em um rio que dividia a cidade ao meio.nele pescava e para matar a sede bebia de sua agua.nos dias de temporais o mesmo invadia grandes extensões.com o passar dos anos,suas margens,matando os seus mananciais,foram construindo industrias,prédios e residencias.aos poucos as suas aguas foram se tornando negras e fétidas,e,invadindo tudo em enormes enchentes.tudo que o destruiu foi aprovado pela prefeitura em beneficio de seus eleitores,e interesses de politicos inescrupulosos.hoje,na cidade em que moro,(MORUNGABA SP a 25 anos,vejo que os prefeitos,e,os vereadores estao destruindo os mananciais de meu bairro,com construções autorizadas pelas autoridades.fazem em plena campanha de se poupar no consumo de agua.não adianta reclamar a CETESB nem qualquer orgão de fiscalização,todos são cúmplices no ato de destruir o que quiserem.em alguns dos bairros,as enchentes em dias de chuva,já estão aparecendo.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *