Início » Brasil » Citado na lista de Janot, Renan Calheiros promete ataques ao governo
A vingança de Renan

Citado na lista de Janot, Renan Calheiros promete ataques ao governo

Convencido de que o governo teve um papel crucial na escolha dos nomes da lista, Renan promete se tornar um adversário mais incômodo que Eduardo Cunha

Citado na lista de Janot, Renan Calheiros promete ataques ao governo
Renan acredita que foi alvo de uma grande injustiça do governo (Reprodução/Veja)

Indignado com a inclusão de seu nome na famosa lista do procurador-geral Rodrigo Janot, Renan Calheiros promete retaliações a Dilma Rousseff.

Fontes próximas ao presidente do Senado, ouvidas pelo Congresso em Foco, afirmam que Renan está convencido de que o governo teve um papel determinante na escolha dos nomes da lista, que tirou a crise da Petrobras do Planalto e a levou para o Congresso.

Renan acredita que foi alvo de uma grande injustiça do governo e, segundo interlocutores, promete vingança. “O Renan era o principal apoio do governo aqui e passou, junto com Cunha e outros, a ser apresentado como o grande vilão da corrupção na Petrobras. Ora, a responsabilidade pelos crimes na Petrobras é de Dilma, é do governo, não pode ser imputada ao Congresso”, disse um senador, em condição de anonimato, ao site Congresso em Foco.

Segundo o senador, o ataque de Renan já começou. Na semana passada, o presidente do Senado recusou um convite para jantar com Dilma e a cúpula do PMDB no Palácio da Alvorada. Na mesma semana, ele devolveu ao Executivo a medida provisória que reduz desonerações na folha de pagamento para vários setores da economia, uma dos pontos do ajuste fiscal do governo.

O próximo passo de Renan será colocar em votação no Congresso o veto à correção da tabela do Imposto de Renda sobre pessoas físicas. A votação está prevista para esta quarta-feira, 10, e tudo indica que será mais uma derrota do governo.

As ações de Renan mostram que ele será um adversário mais perigoso do que o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, que apesar das rusgas com o governo é contra o impeachment de Dilma e a favor do ajuste fiscal.

Fontes:
Congresso em Foco-Renan torna-se maior opositor a Dilma no Congresso

2 Opiniões

  1. Beraldo Dabés Filho disse:

    Renan Calheiros e Eduardo Cunha podem atazanar a Dilma, facilitando a trama da oposiçãozinha incompetente para o seu impeachment. É isto aí suas bestas, façam o jogo da oposiçãozinha e derrubem a Dilma, entreguem a Presidência a Michel Temer e joguem a eleição de 2018 no colo de Luiz Inácio Lula da Silva. “Se correr o bicho pega e se ficar o bicho come”.

  2. André Luiz D. Queiroz disse:

    Renan Calheiros é mais um dos muitos políticos brasileiros que vem de um oligarquia rural, e que usa/manipula a máquina pública para seus interesses particulares; uma versão mais ‘moderna’ de José Sarney ou Antônio Carlos Magalhães… Mas, à medida que, na posição de presidente do Senado, começa a ‘peitar’ os desmandos de Dilma Rousseff e petralhada, acaba servindo melhor aos interesses legítimos da sociedade brasileira!
    Como dizem: “o inimigo de meu inimigo é meu amigo!”

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *