Início » Brasil » Cobrando a fatura
COLUNA ESPLANADA

Cobrando a fatura

Temer e ministros viram com preocupação o placar apertado da aprovação da Terceirização

Cobrando a fatura
Temer terá conversas reservadas com o líder do Governo na Câmara e o líder do Governo no Congresso (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

O presidente Michel Temer terá conversas reservadas com o líder do Governo na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PP), e o líder do Governo no Congresso, André Moura (PSC-SE), para reforçar a meta do Planalto: 75% dos votos de cada partido aliado para aprovação da Reforma da Previdência. Temer e ministros viram com preocupação o placar apertado da aprovação da Terceirização: 231 votos favoráveis e 188 contrários.

Alvo

O PTB deixou a desejar na Terceirização, conforme publicamos ontem. O partido, que controla o Ministério do Trabalho, corre risco de perder a pasta.

Sem anúncios

Eduardo Paes investiu R$ 41 milhões em publicidade em 2016, mas deixou para o prefeito Crivella, na LOA, só R$ 175 mil para este ano. Será difícil aumentar o caixa.

LJ, 3 anos

Nestes três anos da Lava Jato, a Coluna tem revelado alguns bastidores de Curitiba. Certo mês, em meados de 2016, um dos delegados coordenadores da operação deu um ‘pirepaque’ e desapareceu por mais de uma semana, tamanho o estresse que, esporadicamente, os policiais sofrem no caso.

Meia volta, volver

A investigação ficou sem comando e às escuras, mas nada que atrapalhasse o andamento dos trabalhos. Nem por whatsapp o delegado foi encontrado. Após o misterioso período sabático ele retomou o comando da equipe pessoalmente.

É do Brasil?

Apesar da forte operação do Governo para resgatar a credibilidade da carne brasileira, o produto permanece estocado em açougues e supermercados da Europa. Em Bruxelas, Bélgica, consumidores passaram a ser mais exigentes sobre a procedência da carne.

Apodreceu

Não são apenas os frigoríficos a penarem. O prejuízo passou diretamente para os revendedores que já tinham a carne, segundo relatam leitores da Coluna na Europa.

Tancredo redivivo

Há um episódio não relatado na biografia de Tancredo Neves que vai às prateleiras — isso é comum para a trajetória do política de sua envergadura, com milhares de episódios não revelados. Trata-se da macumba da qual foi vítima. E há testemunhas.

Bruxa vidente

Logo após a morte de Tancredo, apareceu no gabinete de Francisco Dornelles (seu sobrinho e hoje vice-governador do Rio) uma senhora que se dizia bruxa e vidente. Cravou que Tancredo havia sido vítima de feitiçaria e que precisava ir urgente à casa dele.

Mistério

Após muito relutar, Dornelles levou a misteriosa mulher ao apartamento. Ela revirou o quarto e despedaçou um travesseiro. Dentro dele foram encontrados ossos de um pequeno animal, penas e galhos. Até hoje ninguém soube explicar o que houve.

Pirataria, não

O Ministério da Justiça, a Frente Parlamentar de Combate ao Contrabando e o Movimento em Defesa do Mercado Legal — com mais de 70 entidades — se uniram para reduzir a ilegalidade. As medidas foram apresentadas ontem num jantar em Brasília.

Cadê os dados?

Levantamento que será divulgado nos próximos dias pelo Instituto Legislativo Brasileiro (Interlegis) mostrará que mais de 1.800 câmaras municipais em todo o país não possuem sites ou canais de divulgação de dados.

Day after

Sem regalias do cargo de presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) passou a sentir na pele a rejeição popular. Recentemente, foi chamado de “golpista” por um passageiro num voo de carreira. Seu motorista o busca na pista do aeroporto em Maceió.

Povo dormiu

A advogada Janaina Paschoal tentou minimizar o fracasso das manifestações convocadas pelo Movimento Brasil Livre: “Não sei por qual motivo a manifestação está sendo tão atacada. Muitos ou poucos, os temas centrais importam a todos nós.”

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Beraldo disse:

    Janaina Paschoal?
    Ah!! A histérica do impeachment juridicamente perfeito.
    Excrescência juridica.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *