Início » Brasil » Coletiva de ministros sobre protestos é recebida com panelaço
Protestos no Brasil

Coletiva de ministros sobre protestos é recebida com panelaço

Ministros da Secretaria-Geral da Presidência, Miguel Rossetto, e da Justiça, José Eduardo Cardozo, reagiram às manifestações de domingo

Coletiva de ministros sobre protestos é recebida com panelaço
São Paulo reuniu o maior número de manifestantes: cerca de 1 milhão (Reprodução/Estadão)

Na noite deste domingo, 15, os ministros da Secretaria-Geral da Presidência, Miguel Rossetto, e da Justiça, José Eduardo Cardozo, participaram de uma entrevista coletiva , transmitida ao vivo pela TV, para explicar a reação do governo às manifestações ocorridas algumas horas antes em 25 estados e no DF. Enquanto os ministros falavam, um novo panelaço ocorria em várias regiões do país.

“Isso [o panelaço] é uma manifestação democrática” disse Cardozo. “As pessoas têm esse direito. Que se respeitem as pessoas que batem panelas e também as que aplaudem a presidente. Isso é democracia”.

Cardozo fez um discurso diplomático, salientando uma disposição do governo para o diálogo com opositores. Ele destacou que Dilma governa para todos os brasileiros e garantiu que o governo está aberto a criticas. O ministro Miguel Rossetto falou da polarização política no país, adotando um discurso mais direcionado aos que votaram no PT. Rossetto disse que os que foram às ruas não ajudaram a eleger a presidente. Ele também não reconheceu nenhuma necessidade de correção de rumo no governo.

“Golpismo”

Em relação ao discurso de ódio e a posições ultraconservadoras defendidas por alguns manifestantes — como aqueles que pedem a volta do regime militar –, o ministro Cardozo afirmou que o reaparecimento de “posições extremistas” é um fenômeno que vem ocorrendo no mundo todo, mas que tais posturas não tem grande apoio no Brasil.

“Felizmente é uma minoria de brasileiros que defende essas posturas. A maior parte tem claro o compromisso com a democracia e não gostaria de incentivar iniciativas golpistas”, disse.

Quanto à corrupção, os ministros defenderam a reforma política, principalmente a proposta que proíbe o financiamento empresarial para partidos em eleições, e disseram  que a presidente pretende anunciar em breve uma série de medidas contra a corrupção.

2 Opiniões

  1. lindomar disse:

    Dois paus mandados, principalmente o da direita na foto acima. O PT não tem a humildade em reconhecer os próprios erros, insiste nesse discurso idiota de que os que protestam são burgueses, elite branca, coxinhas e eleitores do Aécio, mesmo com as pesquisas mostrando que 77% repudiam o governo Dilma. O PT insiste em culpar a “crise internacional” pelos problemas no nosso país, enquanto vários outros países continuam crescendo normalmente. Que crise internacional é essa que só afeta o Brasil? E os vários erros da política econômica do PT, não tem nenhuma culpa? E o que dizer da corrupção? Os petistas acham que todo brasileiro é otário? E pra piorar, ainda me vêm o PT falar em pacote anticorrupção, sendo que o próprio partido está envolvido até o pescoço em escândalos de corrupção, inclusive a campanha da presidANTA Dilma foi paga com o dinheiro sujo desviado da Petrobras. Se o PT é contra a corrupção, porque Dirceu e Genoíno continuam no partido? Porque o tesoureiro do partido, que desviou mais de 200 milhões da Petrobras para a conta do PT, não foi punido? o filho do Lula, que foi de limpador de cocô de elefante a megaempresário em dois anos? Nenhum brasileiro esclarecido aceita essa falácia de que o PT vai combater a corrupção porque o PT simplesmente é a corrupção! Queremos que esse partido corruPTo seja banido do nosso país, isso sim.

  2. Renato Fregapani disse:

    O pronunciamento dos dois pau-mandados não me surpreendeu: o PT tem muita dificuldade em reconhecer e assumir erros. Tudo é culpa do FHC. Eu novamente só não bati panelas porque as minhas são de vidro. Vou providenciar as de alumínio.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *