Início » Brasil » Com 1,4 milhão de casos, dengue bate recorde no país
DENGUE

Com 1,4 milhão de casos, dengue bate recorde no país

Brasil alcançou o maior número de casos da doença desde 1990, quando as estatísticas começaram a ser monitoradas

Com 1,4 milhão de casos, dengue bate recorde no país
A volta das temperaturas altas no país deve fazer com que o número de casos aumente (Foto: Pixabay)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Após registrar recorde de mortes por dengue no ano, o Brasil alcançou o maior número de casos da doença desde 1990, quando as estatísticas começaram a ser monitoradas. Segundo o último boletim epidemiológico de dengue divulgado pelo Ministério da Saúde, foram 1.463.776 casos registrados de 4 de janeiro até 26 de setembro de 2015, superando o recorde de 2013, quando 1.452.489 pessoas foram infectadas. O número triplicou em relação ao ano passado, quando foram registrados 524.441 casos de dengue.

Segundo o boletim, os estados do Sudeste concentram 64% dos casos de dengue, sendo os principais responsáveis pela alta. Os quatro estados da região somaram 937.599 pessoas infectadas. A crise hídrica na região pode ter contribuído para o aumento, já que reservatórios pessoais de água se tornaram potenciais criadouros do mosquito aedes aegypti.

O boletim aponta que 18 estados brasileiros atingiram nível epidêmico da dengue, ou seja, quando o número de casos por 100 mil habitantes é superior a 300. Estão fora dessa lista Piauí, Roraima, Sergipe, Maranhão, Amazonas, Rondônia, Pará, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

O estado com a maior taxa de incidência da doença é Goiás, onde 2.120 casos por 100 mil habitantes foram contabilizados. Logo atrás está São Paulo, com taxa de 1.561. O Rio Grande do Sul tem o menor índice do país: 14,5 casos por 100 mil habitantes. O clima frio dificulta a reprodução do aedes aegypti.

O boletim também aponta o aumento de casos graves e de mortes por complicações da dengue em relação ao ano passado. No total, 1.350 pessoas desenvolveram o estágio mais grave da doença até setembro, quase o dobro do ano passado (693 casos). Neste ano, 739 pessoas morreram de dengue, uma alta de 75% em relação a 2014.

O pico da doença ocorre, geralmente, entre os meses de abril e maio, mas a tendência é que o número de casos cresça, devido à volta das temperaturas altas no país. Os estados do Acre, Roraima, Paraná e Santa Catarina já estão com a tendência de alta.

Fontes:
Estado de S. Paulo-Com 1,4 milhão de casos, dengue bate recorde no País

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *