Início » Brasil » Com R$ 1 bi, trem bala sai do papel e entra em campo
Coluna Esplanada

Com R$ 1 bi, trem bala sai do papel e entra em campo

No torneio de futebol entre agências reguladoras, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) batizou seu time de Trem-Bala, a despeito da lentidão dos estudos de viabilidade, que devem consumir R$ 1 bilhão até o fim do ano

Com R$ 1 bi, trem bala sai do papel e entra em campo
Sem demagogia e com projeto sério, o Japão, vanguarda no setor, vai lançar o MagLev: seu futuro trem atingirá 500 km/h (Reprodução/Charge de Aliedo)

É tamanha a polêmica com o famigerado trem-bala anunciado, que até os servidores envolvidos diretamente no projeto entraram na gozação. No tradicional torneio de futebol entre agências reguladoras, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) batizou seu time de Trem-Bala. A despeito da lentidão dos estudos de viabilidade, que devem consumir R$ 1 bilhão até o fim do ano, o Trem-Bala da ANTT entrou como locomotiva em campo e já venceu o time da ANEEL no último dia 22.

No$ trilho$

Leandro Mazzini é escritor e colunista do Opinião e Notícia

Fora de campo, a Empresa de Planejamento e Logística, que contratou a consultoria para o projeto, tem até dezembro para concluir os estudos. Sem gol contra.

Do outro lado

Enquanto isso, sem demagogia e com projeto sério, o Japão, vanguarda no setor, vai lançar o MagLev: seu futuro trem atingirá 500 km/h.

Descarrilado

O então presidente Lula prometeu o trem-bala Rio-SP com investimentos privados. Como nenhum investidor acreditou, só o governo deve investir. Se entrar no trilho.

Legalidade 2.0

Não é brincadeira. O serviço secreto do governo – envolve civis e militares – está gargalhando, mas leva a sério, como deve ser a praxe, e está de olho: identificou no Rio Grande do Sul um grupo de petistas revoltados que pretende pegar em armas e não entregar o governo caso a presidente Dilma perca a eleição.

Calma, gente

Neste cenário, os ‘xiitas’ do PT, já identificados e, com certeza, monitorados, dão como certa a derrota do governador petista Tarso Genro para Ana Amélia (PP). Mas daí uma nova Campanha da Legalidade, como nos anos 60, virou piada em Brasília.

Primeiro tempo

Fenômeno na campanha – enterrou pretensões para um mandato no Senado do ex-governador Sérgio Cabral – o ex-jogador Romário é potencial senador eleito. Aliados dizem que a meta é o governo do Rio, e depois a Presidência da República.

NY eu o Poder

Um mistério ronda as agendas de Eike Batista e da presidente Dilma em Nova York. Eike viajou às pressas para lá para tentar encontrá-la. E também a seus credores..

Sem delação

Na surdina, o PT dá assistência a um dos maiores nomes do mensalão, Henrique Pizzolatto, preso em penitenciária do norte da Itália. Por lá não há delação premiada.

Contra-ataque

Depois que os cristãos lançaram o site www.votocatolico2014.com, com seus principais candidatos, o movimento LGBT contra atacou: lançou o  www.votolgbt.com. Entre os apoiados estão o senador Suplicy (PT-SP), Jean Wyllys (PSOL-RJ), Jandira Feghali (PCdoB-RJ), Erika Kokay (PT- DF) e Eliana Pedrosa (PPS- DF).

Mal do 11/9

Chegou a Maricá a informação de que o Cenipa, da Aeronáutica, se declarou incapaz de elucidar o acidente de 11 de setembro de 2013 com um monomotor, que caiu num bairro de Maricá (RJ) e matou o piloto.

Mistério

O avião era do Aeroclube da cidade, que vive uma polêmica de legalidade com a prefeitura – município e o aeroclube disputam a posse do aeroporto. Ano passado a prefeitura determinou o fim das atividades no aeroporto, atendendo a decisão do TCE.

Petrobras e a Bolívia

O embaixador da Bolívia no Brasil, Jerjes Justiniano, disse que a Petrobras não é do governo brasileiro – 70% são de investidores americanos. Ainda denuncia que a Petrobras sabe onde tem gás na Bolívia, para explorar, mas prefere comprar do governo.

Esqueletos’

Toda eleição é assim: por motivações político-eleitorais, aparecem ‘esqueletos’ de candidatos guardados para serem revelados no momento certo, perto do pleito. No Paraná, surgiu denúncia de que Roberto Requião esqueceu no fundo falso de um cofre, dentro do Palácio Araucárias, agenda de contabilidade suspeita. Ele nega.

Ponto Final

Da série Esqueceram de Mim, novas estreias: Eike Batista em NY e Pizzlatto na Itália.

 

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *