Início » Brasil » Comissão aprova nova meta fiscal de R$ 159 bilhões
2017 E 2018

Comissão aprova nova meta fiscal de R$ 159 bilhões

Texto agora precisa ser votado pelo plenário do Congresso Nacional

Comissão aprova nova meta fiscal de R$ 159 bilhões
Revisão da meta fiscal foi anunciada pelo governo Temer no último dia 15 de agosto (Fonte: Reprodução/Agência Senado)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A Comissão Mista de Orçamento (CMO) do Congresso Nacional aprovou na noite desta terça-feira, 29, a proposta de revisão da meta fiscal para 2017 e 2018.

Leia também: Governo considerou declarar rombo de R$ 177 bilhões
Leia também: Governo Temer anuncia drásticas medidas de arrocho
Leia também: Governo discute novas concessões para aumentar caixa orçamentário

O projeto enviado pelo governo do presidente Michel Temer prevê déficit de R$ 159 bilhões neste ano e no próximo. O texto agora precisa ser votado pelo plenário do Congresso Nacional.

A revisão da meta fiscal foi anunciada pelo governo Temer no último dia 15 de agosto. A previsão anterior era de um déficit de R$ 139 bilhões em 2017 e de R$ 129 bilhões em 2018.

O governo pretende aprovar a revisão até a próxima quinta-feira, 31, quando será enviado ao Poder Legislativo o Orçamento da União de 2018. No caso de a nova meta fiscal ainda não ter sido aprovada, o governo terá que enviar uma proposta de orçamento com previsões desatualizadas.

“A consequência de não votar a meta amanhã [quarta-feira] é recepcionar na quinta-feira um Orçamento com bases falsas, sabidamente frágeis”, disse o relator da proposta, deputado Marcus Pestana (PSDB-MG).

Com a proposta de revisão da meta fiscal, medida que gera desconfiança nos investidores, o governo pede autorização do Congresso para aumentar o teto para o rombo das contas públicas deste e do próximo ano.

Fontes:
G1 - Comissão aprova projeto que permite déficit de R$ 159 bilhões em 2017 e em 2018

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. laercio disse:

    Em resumo, o governo precisa assuntar o dinheiro no caixa para pagar as contas! O problema é que vai fazer isso tirando dos impostos que a população paga! Então não cumprirá suas obrigações com saúde, segurança e educação!

    Mas há outras fontes das quais o governo poderia usar:
    1) redução no número de benefícios, salários e parlamentares; só neste quesito seriam economizados mais de 15 bilhões/ano.
    2) implantação de trabalho compulsório aos presidiários através da reciclagem dos 70 milhões de resíduos gerados no Brasil, por ano.
    3) implantação do militarismo nas escolas públicas, diminuindo a marginalidade e, consequentemente seus custos

    A adoção das medidas trariam uma economia de 350 bilhões, bem superior aos 159 desejados pelo governo.

    O Brasil não melhora porque há forças internas trabalhando muito para manter o atual estado de agravantes…

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *