Início » Brasil » Congresso aprova Lei de Diretrizes Orçamentárias do ano que vem
ECONOMIA

Congresso aprova Lei de Diretrizes Orçamentárias do ano que vem

Parlamentares derrubaram a proibição de reajuste dos servidores e de criação de novos cargos

Congresso aprova Lei de Diretrizes Orçamentárias do ano que vem
Agora, a LDO segue para a sanção do presidente Michel Temer (Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado)

O Congresso Nacional concluiu a votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2019 na madrugada desta quinta-feira, 12. O texto final foi aprovado com emendas, nas quais foram derrubadas as proibições de reajuste aos servidores públicos e de criação de cargos públicos, previstas inicialmente.

Agora, a LDO segue para a sanção do presidente Michel Temer. Esta servirá de base para a proposta de Orçamento da União para 2019, que será enviada no fim de agosto.

Quanto a cortes nas despesas do governo, que inicialmente seriam de 10%, os parlamentares retiraram qualquer percentual de redução de gastos. No texto, porém, ficou proibido realizar reajustes de verbas nos gabinetes dos parlamentares e nos gastos com o exercício do mandato.

Sobre incentivos e benefícios tributários, a proposta impede o governo de conceder novos e permite a prorrogação dos existentes pelo prazo máximo de cinco anos, desde que os mesmos sejam reduzidos em pelo menos dez por cento ao ano e acompanhem os objetivos, metas e indicadores da política pública seguida.

 

Fontes:
G1-Congresso conclui votação da LDO e derruba proibição a reajuste para servidores em 2019

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Fábio Rossano Gugik. disse:

    Mais uma vez, estamos vivemos a mercê de interesses políticos partidários, onde os representantes do “povo”, veem apenas e gananciosamente seus meros interesses, esquecendo-se de que são sim funcionários para servir, ganhando altíssimos salários, fora as regalias propostas por eles mesmos, em função de seu bem estar, e de seu futuros que assim pensam e fazem:
    Venha a nós, mas ao Vosso Reino:
    POVO BRASILEIRO: DANE-SE !
    Até quando teremos sangue de barata para aguentar estes interesseiros do poder político que destroem o futuro desta nação???????
    Político, deveria ter proibição de re-eleição, crime do colarinho branco, ou desvios de verba ou lavagem de dinheiro, deveria ser inafiançável, além do que deveria já que inventaram o salário mínimo pagar todas as classes políticas com o salário que o trabalhador recebe, ou seja o salário mínimo, para assim viver como vivem os aposentados e pensionistas, ou ainda os aposentados por invalidez!
    Nada mais, o que for além disso, é sim crime de peculato, ou seja uso indevido da máquina pública para seus interesses.
    CADEIA INAFIANÇÁVEL !
    PENA MÍNIMA AINDA QUE RÉU PRIMÁRIO, EXEMPLAR 35 ANOS.
    VERGONHA MUNDIAL !

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *