Início » Brasil » Controle de gastos no Brasil deve levar pelo menos dois anos
Ajuste fiscal

Controle de gastos no Brasil deve levar pelo menos dois anos

Em evento, ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, diz que ajuste é gradual e que o corte no Orçamento preservou os investimentos e gastos prioritários

Controle de gastos no Brasil deve levar pelo menos dois anos
Segundo Barbosa, o governo está cumprindo o que manda a Lei de Responsabilidade Fiscal (Foto: ABr)

O ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, disse que o esforço fiscal do Brasil para reequilibrar as contas públicas deve levar pelo menos dois anos. A declaração foi dada durante o seminário “O desafio do ajuste fiscal brasileiro”, na Fundação Getúlio Vargas (FGV), em São Paulo.

“O ajuste não será tão rápido quanto uns pensam, nem tão lento quanto outros desejam”, disse Barbosa. O ministro também disse que a alta de juros é um remédio necessário para manter a inflação controlada e comparou o ajuste fiscal do Brasil com o de outros países.

“As principais economias estão promovendo consolidação fiscal depois dos esforços dos governos para superar os efeitos da crise de 2008/2009. Nossa estratégia é gradual, mas mais rápida porque no caso do Brasil a taxa de juros que incide sobre a dívida líquida do governo é muito alta. Por isso o ajuste tem que ser mais rápido”, disse Barbosa.

Sobre o corte no Orçamento deste ano, Barbosa disse que ele preservou “investimentos e gastos prioritários”. O ministro citou como exemplo o investimento em Educação. Segundo ele, mesmo com o corte, os gastos com o setor continuam acima da média. “Não há corte de custeio que impeça o funcionamento de universidades e institutos federais”, disse o ministro.

Em seu discurso, Barbosa também falou que os gastos com saúde estão crescendo juntamente com o desempenho nominal do PIB e que os gastos prioritários dos programas sociais estão mantidos. “Procuramos preservar o Bolsa Família e o Brasil Sem Miséria, mas adequando o funcionamento de alguns programas sociais à restrição fiscal que o governo enfrenta este ano”, disse o ministro, afirmando que, ao fazer adequação, o governo está cumprindo o que determina a Lei de Responsabilidade Fiscal.

Fontes:
Estadão-Esforço fiscal no Brasil deve levar pelo menos dois anos, diz Barbosa
O Globo-Esforço fiscal no Brasil vai levar pelo menos dois anos, diz ministro do Planejamento

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *