Início » Brasil » Copa do Mundo no Brasil supera as expectativas
resultados surpreendentes

Copa do Mundo no Brasil supera as expectativas

Copa vem apresentando bons resultados dentro e fora de campo, tendo como principal destaque a atuação dos governos e prefeituras locais

Copa do Mundo no Brasil supera as expectativas
Evento trouxe aspectos positivos para o Brasil (Reprodução/Reuters)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O país vencedor da Copa do Mundo deste ano somente será conhecido no dia 13 de julho. Porém, o evento já provou ser um sucesso total. Prova disso é o número de gols registrados até o momento, o maior desde a Copa de 1958.

Fora de campo, a Copa também vem apresentando um bom resultado. Embora a economia do país tenha sofrido o impacto dos feriados em massa, o evento trouxe aspectos positivos para o país.

A organização do evento conseguiu controlar o tráfego em locais caóticos, como São Paulo, sem maiores problemas. Nos aeroportos, os voos correram sem atrasos. O policiamento reforçado permitiu que o evento corresse pacificamente nas cidades-sede. Além disso, muitos turistas consideraram o Brasil mais divertido do que a África do Sul, sede da Copa de 2010.

Apesar disso, a presidente Dilma Rousseff deve continuar atenta. O bom andamento da Copa não tem refletido na sua popularidade, que continua em queda.

Se há alguém marcando pontos com o sucesso do Mundial são os governos e prefeituras estaduais. Em Salvador, os cidadãos atribuem ao prefeito Antonio Carlos Magalhães Neto (DEM) o bom desempenho dos transportes coletivos.

Já em Recife, o ex-governador e atual candidato à presidência, Eduardo Campos (PSB), foi elogiado por ter testado a infraestrutura dos estádios e do transporte coletivo antes do início do Mundial. A medida fez com que os jogos na cidade corressem sem problemas, o que é um desafio para Dilma Rousseff, sua principal adversária nas eleições deste ano.

Fontes:
The Economist-The half-time verdict

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. Mauricio Fernandez disse:

    É muita cara de pau!!!!

  2. Ludovino Azambuja disse:

    O meu filho está há duas semanas sem aula, na universidade onde ele estuda ( e não é férias). As Escolas estão sem aula durante todo o período da copa ( e aqui não há mais jogos). É para não prejudicar o trânsito. Mas o aprendizado dos nossos jovens não tem importância, o que interessa é a copa.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *