Início » Brasil » Corte Interamericana condena Brasil por não investigar morte de Herzog
TRIBUNAL INTERNACIONAL

Corte Interamericana condena Brasil por não investigar morte de Herzog

Tribunal internacional 'determinou que os fatos ocorridos contra Vladimir Herzog devem ser considerados como um crime contra a humanidade'

Corte Interamericana condena Brasil por não investigar morte de Herzog
Jornalista Vladimir Herzog foi morto durante o regime militar (Fonte: Reprodução/Divulgação)

Em sentença divulgada nesta quarta-feira, 4, a Corte Interamericana de Direitos Humanos condenou o Brasil pela falta de investigação, julgamento e sanção dos responsáveis pela morte do jornalista Vladimir Herzog durante o regime militar.

“A CorteIDH determinou que os fatos ocorridos contra Vladimir Herzog devem ser considerados como um crime contra a humanidade, como é definido pelo direito internacional”, segundo a sentença.

O Estado brasileiro também foi responsabilizado pela violação ao direito de conhecer a verdade e à integridade pessoal em prejuízo dos familiares do jornalista assassinado.

Em nota, o ministério dos Direitos Humanos afirmou que “a sentença da Corte IDH, ainda que condenatória ao Estado brasileiro, representa uma oportunidade para reforçar e aprimorar a política nacional de enfrentamento à tortura e outros tratamentos cruéis, desumanos e degradantes, assim como em relação à investigação, processamento e punição dos responsáveis pelo delito”.

De acordo com o processo, o jornalista Vladimir Herzog se apresentou em 24 de outubro de 1975 para depor voluntariamente a autoridades militares e acabou preso, interrogado e torturado, sendo por fim assassinado. Na ocasião, autoridades disseram que o jornalista havia se suicidado. A versão oficial foi, no entanto, contestada pela família de Herzog e também no processo.

Fontes:
G1 - Corte Interamericana de Direitos Humanos considera Brasil responsável por não investigar a morte de Vladimir Herzog

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *