Início » Brasil » Cortes nos jornais Extra e Globo devem demitir até 400 pessoas
Crise no jornalismo

Cortes nos jornais Extra e Globo devem demitir até 400 pessoas

Os cortes devem afetar principalmente os departamentos de jornalismo e comercial do 'Globo'

Cortes nos jornais Extra e Globo devem demitir até 400 pessoas
Ainda este ano, devem ocorrer mais demissões resultantes da gradual fusão que será feita com a Editora Globo (Foto: Wikipedia)

A Infoglobo, empresa das Organizações Globo responsável pelos jornais Extra e Globo, deve iniciar nesta terça-feira, 1, cortes de até 400 funcionários. As informações são de fontes ouvidas pelo site Propmark.

Os cortes devem afetar principalmente os departamentos de jornalismo e comercial do Globo. Cada área deve sofrer pelo menos 60 demissões. Também devem sofrer grandes cortes as áreas de circulação e marketing de ambos os veículos, que serão unidas. Já área digital do Extra deve ser reduzida pela metade. Um comunicado do Infoglobo sobre as mdanças na estrutura da empresa foi divulgado pelo site Blue Bus.

Na última segunda-feira, 31, foram demitidos o editor executivo Pedro Dória, que em 2011 assumiu a área de plataformas digitais; o colunista de economia George Vidor; o editor da coluna de Anselmo Góis, Marceu Vieira; a crítica de gastronomia Luciana Froes; e o jornalista do caderno de Esportes Pedro Motta Gueiros. Dória e Luciana continuarão no jornal como colunistas.

As fontes ouvidas pelo Propmark também afirmaram que, a pedido da Infoglobo, o diretor do jornal Extra, Octávio Guedes, deixou o posto de âncora da CBN para se dedicar integralmente ao posto no Extra.

Há ainda a informação de que algumas editorias dos jornais Extra e Globo, entre elas, Esportes, TV e Cidades, serão fundidas para cortar custos. A medida visa reverter perdas de receita sofridas pelo faturamento publicitário nos últimos anos. Ainda este ano, devem ocorrer mais demissões resultantes da gradual fusão que será feita com a Editora Globo.

Fontes:
Propmark-Demissões na Infoglobo podem atingir 400 pessoas

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *