Início » Brasil » CPI pretende convocar o Dr. No da Previ
Coluna Esplanada

CPI pretende convocar o Dr. No da Previ

Integrantes da CPI dos Fundos de Pensão estão de olho nas sociedades da Previ com grandes empresas doadoras de campanhas do PT

CPI pretende convocar o Dr. No da Previ
Décio é apelidado de Dr. No (Fonte: Reprodução/Previ)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Os integrantes da CPI dos Fundos de Pensão estão de olho nas sociedades da Previ com grandes empresas doadoras de campanhas do PT desde 2006. Entre os quase 200 requerimentos circula o nome do diretor de Planejamento da Previ, Décio Bottechia Júnior. Ele tem muito a falar. Eleito ano passado pela cota dos empregados do BB no Conselho, Décio é apelidado de Dr. No — disse seguidos ‘não’ a mais de 50 empresas que almejavam os milhões do fundo como sócio, em plena campanha eleitoral.

De carreira

Décio é da turma que extirpou o PT do conselho da Previ. Junto com ele entrou no conselho Márcio Ferreira, como diretor de Investimentos. São funcionários de carreira.

Saldo

O PT tinha representantes indicados por José Dirceu e o finado Gushiken desde 2003 na Previ. São R$ 180 bilhões em patrimônio. Apenas em 2013, o lucro foi R$ 3 bilhões.

Animado, o Barba

O ex-presidente Lula disse a amigos que ‘foi muito positiva’ a reunião com a cúpula do PMDB em Brasília. Os próximos dias revelarão se para ele ou a presidente Dilma.

Fumacinha na Corte

Os ministros do STF estão divididos sobre a descriminalização do porte de drogas em pequena quantidade. Com leve vantagem para os que são contra a liberação, na ação que corre na Corte. Gilmar Mendes vai liberar seu voto para o plenário na semana que vem.

Ai, meus netos…

O próximo voto será do ministro Luiz Fachin, que acabou de cair de pára-quedas na Corte e já avisou a próximos que não entrará tão cedo nesta polêmica. Vai pedir vista — por tempo indeterminado. Fachin está receoso de um cenário se votar a favor: ‘meus netos vão dizer que liberei as drogas…’, explicou a parlamentares que o visitaram.

Tá explicado

Os afagos do neoaliado Renan Calheiros à presidente Dilma, que surpreenderam a ala Eduardiana da Câmara, têm endereço de entrega: o governo do filho do senador, Renanzinho, em Alagoas. Dilma deve turbinar os investimentos federais para o estado.

Seguranças a postos

Adversários locais, os deputados Assis Carvalho (PT-PI) e Heráclito Fortes (PSB-PI) quase foram às vias de fato ontem na Comissão de Viação e Transporte da Câmara.

Porto da discórdia

Heráclito chamou de ‘caixa preta’ o financiamento pelo Brasil do Porto de Mariel em Cuba. Assis passou um pito no adversário, que rebateu dizendo não aceitar censura.

A Guerra de domingo

A PM vai redobrar o efetivo na Esplanada no domingo, por causa do esperado protesto chamado pela oposição. Porque o pior das previsões aconteceu ontem. O presidente da CUT brincou que conclamará suas hostes a pegar em armas se sentir cheiro de ‘golpe’.

Baixou a voz

Ferrenho opositor do presidente Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e aliado do Planalto, o deputado Silvio Costa (PSC-PE) sumiu do plenário depois que o seu partido anunciou rompimento com a base. Por sobrevivência política local.

#familiaeleitoral

O presidente do PSC enquadrou Costa. Alertou que, se ele continuar a defender o Governo, vai perder o controle do diretório em Pernambuco. E Costa tem muito a perder. Um filho é candidato a vereador ano que vem, e outro é deputado estadual.

THC e Canabidiol

O lobby contra a descriminalização das drogas na ação do STF é maior. O evangélico deputado Gilberto Nascimento (PSC-SP) lembrou ao ministro Marco Aurélio a confusão popular sobre o THC e o canabidiol (com ativos medicinais) na maconha.

Turma da larica

Para Nascimento, traficantes e oportunistas pró-liberação usam a relação do canabidiol com a medicina como pretexto para pedir a livre comercialização da maconha.

Nota

Foi preso ontem pela PF na Lava Jato o ex-vereador Chambinho. Lembrando o concorrente Danoninho, que vale por um bifinho, o Chambinho vale um… pixuleco.

Ponto Final

Os congressistas espalham que as Casas vão frear o ritmo dos trabalhos nas próximas semanas. Isso quer dizer: para pautas importantes, o ano já acabou.

Com Equipe DF, SP e Nordeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *