Início » Brasil » Crescimento do Brasil depende das escolhas do país, diz assessor de Obama
Brasil e EUA

Crescimento do Brasil depende das escolhas do país, diz assessor de Obama

A três semanas da visita de Dilma Rousseff a Washington, Jason Furman, assessor de Obama, diz que o crescimento brasileiro vai depender das escolhas do país

Crescimento do Brasil depende das escolhas do país, diz assessor de Obama
Jason Furman, presidente do Conselho de Assessores Econômicos da Casa Branca e assessor do presidente Barack Obama (Foto: Flickr)

Em entrevista dada ao jornal Folha de S. Paulo, o economista, presidente do Conselho de Assessores Econômicos da Casa Branca e assessor do presidente Barack Obama, Jason Furman, diz que a chave do sucesso econômico do Brasil está na arrumação da própria casa, e não no mercado global.

A três semanas da visita oficial da presidente Dilma Rousseff a Washington, no próximo dia 30, Furman disse que os EUA estão dispostos a abrir mais o seu mercado para as exportações do Brasil, mas que o crescimento brasileiro vai depender, principalmente, das escolhas do país. Os EUA estão esperando muito a visita de Dilma. Vemos a parceria entre os EUA e o Brasil como muito importante para nossos países. O Brasil é um país muito importante na América Latina, uma das principais economias do mundo, assim, no plano econômico, as discussões serão importantes”.

Jason Furman também deixou claro que há mais espaço para o Brasil exportar mais para os Estados Unidos. “Em geral, comércio é mutuamente benéfico. Comércio beneficia pessoas que trabalham em indústrias exportadoras a conseguir melhores empregos e beneficia também o consumidor, que tem acesso a uma variedade de produtos a preços mais baixos. Portanto, ambos os países se beneficiam de exportações, assim como das importações”.

Quanto à arrumação da própria casa, ele explica que o Brasil não deve contar muito com as exportações para os Estados Unidos. “Adoraríamos que isso fosse o lado positivo para o Brasil economicamente. Mas comércio ainda representa uma minoria na economia brasileira. E é por isso que, embora o comércio possa ajudar, a chave do sucesso econômico são realmente os passos internos”.

 

Fontes:
Folha de S. Paulo-Brasil não deve contar com os EUA para crescer, diz assessor de Obama

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *