Início » Brasil » Crise hídrica ameaça segurança alimentar no Brasil
Alerta da ONU

Crise hídrica ameaça segurança alimentar no Brasil

País terá que ampliar seus estoques de alimentos e privilegiar culturas mais resistentes a secas, segundo o chefe da FAO

Crise hídrica ameaça segurança alimentar no Brasil
José Graziano da Silva, diretor-geral da FAO (Fonte: Reprodução/AP)

Em entrevista à BBC Brasil, o diretor-geral da agência da ONU para agricultura e segurança alimentar (FAO), o brasileiro José Graziano da Silva, alertou que a atual crise hídrica no país ameaça não apenas o abastecimento das cidades, mas também a oferta de alimentos.

“Estamos tendo uma quebra enorme da safra de todos os produtos”, afirmou o chefe da FAO, que ressaltou ainda que a falta d’água deve levar a um aumento nos preços para o consumidor nos próximos meses.

De acordo com José Graziano da Silva, o Brasil terá que ampliar seus estoques de alimentos e privilegiar culturas mais resistentes a secas.

Como o Brasil não utilização a irrigação em grande escala e se beneficia muito de um sistema de chuvas regulares, a produção de alimentos é bastante afetada por estiagens.

A expectativa da FAO é de que haja uma normalização das chuvas no próximo ano agrícola, que começa em setembro.

Ainda segundo o chefe da FAO, “situações de seca, que antes se repetiam a cada cem anos, agora ocorrem a cada 20 anos”.

Fontes:
BBC Brasil - Falta d'água ameaça segurança alimentar no Brasil, diz chefe da FAO

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *