Início » Brasil » ‘Crise na Petrobras ameaça os 30% do pré-sal’, diz Gabrielli
projeto ameaçado

‘Crise na Petrobras ameaça os 30% do pré-sal’, diz Gabrielli

Ex-presidente da Petrobras Sergio Gabrielli diz que os escândalos de corrupção e má gestão comprometem o plano de investimentos da empresa no pré-sal

‘Crise na Petrobras ameaça os 30% do pré-sal’, diz Gabrielli
Segundo Gabrielli, a estatal não deverá ser capaz de arcar com os investimentos previstos em contrato (Reprodução/Valor)

O ex-presidente da Petrobras Sérgio Gabrielli admitiu que a crise na Petrobras ameaça os 30% que a estatal deve investir no pré-sal. De acordo com o plano de negócios 2013 e 2017 da empresa, 30% do investimento voltado para a exploração deveria ser direcionado ao pré-sal. Segundo Gabrielli, no entanto, a Petrobras não deverá ser capaz de arcar com esse percentual. A revelação foi feita nesta segunda-feira, 2, em uma entrevista dada ao jornal Valor.

Para Gabrielli, a dificuldade financeira gerada pelos escândalos de corrupção e o esquema adotado pelo governo de importar combustível mais caro para vender a um preço mais barato no mercado nacional afetaram os panos de investimento da empresa.

Leia também:A queda no preço do petróleo pode inviabilizar o pré-sal?

“Agora, os 30% do pré-sal eu acho que está ameaçado, porque se aprofunda a crise na Petrobras, ela vai ter dificuldades de  manter o investimentos. Ela já está anunciando corte (de investimentos) de cerca de 20% para 2015, de US$ 33 bilhões para US$ 30 bilhões, isso significa a redução nos investimentos”, disse Gabrielli.

Gabrielli disse ainda que o delator Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras, é um “dissimulado”, e ecoou os sentimentos da presidente Dilma ao afirmar que não se deve criminalizar uma empresa por conta de alguns funcionários corruptos:

“Eu acho que ele [Costa] foi dissimulado, uma pessoa extremamente fria, porque fazia isso e ninguém sabia. Fazia isso fora da Petrobras”.

“Porque não se pode dizer, a partir do comportamento criminal de algumas pessoas, criminalizar uma empresa do tamanho da Petrobras com a complexidade que ela tem e com os procedimentos que ela tem”, disse.

Fontes:
Valor-"Os 30% do pré-sal estão ameaçados"

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *