Início » Brasil » Crise no Brasil deixa Argentina em alerta
PARCEIRO-CHAVE

Crise no Brasil deixa Argentina em alerta

Presidente Mauricio Macri disse esperar que a situação se resolva rápido. Chanceler argentina afirma que crise brasileira terá forte impacto no país

Crise no Brasil deixa Argentina em alerta
‘O Brasil é o Brasil e desde o afeto, me dói’, disse Macri (Foto: Wikimedia)

O presidente argentino, Mauricio Macri, afirmou estar preocupado com a atual crise política no Brasil. Em entrevista ao jornal La Nación, ele disse esperar que a situação se resolva o mais rápido possível.

“O Brasil é o Brasil e desde o afeto, me dói. Tenho muito carinho pelos brasileiros e devo ser dos poucos argentinos que, quando a Argentina é desclassificada, torce pelo Brasil numa Copa do Mundo. São nossos irmãos, sócios naturais e têm uma energia muito bonita, muito otimismo e vê-los assim, tão pessimistas e estagnados nesta discussão política dói. Espero que se resolva o mais rápido possível”.

Questionado sobre a decisão de Dilma Rousseff de nomear Lula como ministro da Casa Civil, Macri disse esperar que a presidente tenha tomado a medida para fortalecer seu governo do ponto de vista operacional e disse não constar que ela tenha feito isso para acobertar um processo judicial. “Desde este ponto de vista, é absolutamente válido. Agora, a outra opção, que não me consta, não seria admissível”, disse o presidente argentino.

A preocupação do governo argentino com o cenário político do Brasil é justificável. A Argentina é a principal parceira do país na América do Sul e altamente influenciável pela economia brasileira. Uma influência negativa em pleno momento que a Argentina busca sair da crise seria péssimo para o país.

Na semana passada, a chanceler argentina Susana Malcorra declarou que a crise no Brasil terá forte impacto na Argentina. “Quando o Brasil espirra, a Argentina pega um resfriado”.

Fontes:
O Globo-Macri fala sobre Dilma e a crise brasileira

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *