Início » Brasil » Crivella decreta estado de calamidade pública no Rio de Janeiro
TEMPORAL

Crivella decreta estado de calamidade pública no Rio de Janeiro

Decreto foi publicado nesta quinta-feira, 11, no Diário Oficial do Município do Rio de Janeiro

Crivella decreta estado de calamidade pública no Rio de Janeiro
Dez pessoas morreram na cidade em decorrência das chuvas (Fonte: Reprodução/Fernando Frazão/Agência Brasil)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, decretou Estado de Calamidade Pública por conta da forte chuva que começou a atingir a cidade na noite da última segunda-feira, 8.

O decreto foi publicado nesta quinta-feira, 11, no Diário Oficial do Município do Rio de janeiro. Dez pessoas morreram na cidade em decorrência das chuvas desde a última segunda.

“Considerando que as fortes chuvas que atingiram o município nos últimos dias resultaram em enchentes e deslizamentos em encostas que colocam em risco inúmeras habitações, expondo a risco de morte considerado contingente de pessoas, além de danos materiais, ambientais e prejuízos econômicos, o que denota situação necessária à declaração de Estado de Calamidade Pública”, afirma o texto.

A decisão, ainda segundo a publicação, contribui para a adoção de medidas de emergência para combater os problemas provocados pela chuva.

Em entrevista na última quarta-feira, 10, o prefeito Marcelo Crivella afirmou que é preciso retomar a dragagem, ressaltando que a última foi feita em 1996. O prefeito também reclamou de dívidas herdadas pela cidade, do aquecimento global e de escândalos de corrupção.

Na última terça-feira, 9, Crivella admitiu, em entrevista à TV Globo, que houve demora nas ações durante o temporal.

Lei também: Rio ainda não gastou este ano com drenagem e contenção de encostas

Fontes:
G1 - Prefeito decreta estado de calamidade pública na cidade do Rio de Janeiro por causa da chuva

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *