Início » Brasil » Cunha vai alegar que verba na Suíça é fruto de venda de carne moída
OPERAÇÃO LAVA JATO

Cunha vai alegar que verba na Suíça é fruto de venda de carne moída

Acusado de receber até US$ 5 milhões em propina, Eduardo Cunha dirá em sua defesa que verba é fruto de venda de carne moída para a África

Cunha vai alegar que verba na Suíça é fruto de venda de carne moída
Segundo a defesa do deputado, negócios ocorreram na década de 1980 (Foto: Abr)

Acusado de receber pelo menos US$ 5 milhões em propina no esquema de corrupção na Petrobras, o presidente da Câmara e deputado federal, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), alegará em sua defesa que o dinheiro, encontrado em contas na Suíça, é referente à venda de carne moída enlatada para países da África e outras operações no mercado financeiro.

As informações foram apuradas em uma reportagem do jornal O Estado de S. Paulo. As transações teriam ocorrido na década de 1980. Em seu depoimento no Conselho de Ética da Câmara, o deputado vai reafirmar que nunca recebeu dinheiro público, no entanto, reconhecerá não ter declarado todos os seus recursos no exterior.

Segundo o jornal, em sua defesa, Cunha também vai alegar desconhecer a origem do depósito de 1,3 milhão de francos suíços feito em sua conta na Suíça em 2011, pelo lobista João Henrique, e que o montante foi depositado “à revelia” de Cunha.

O lobista afirmou, em depoimento à Polícia Federal, que depositou o dinheiro por ordem de Felipe Diniz, filho de Cunha, e que não sabia quem seria o beneficiário.

De acordo com a reportagem, Cunha dirá suspeitar que o dinheiro depositado pelo lobista seja o pagamento de um empréstimo feito a Fernando Diniz, ex-deputado do PMDB morto em 2009. O empréstimo teria sido feito em 2007. Diniz, um amigo próximo de Cunha, teria pedido o empréstimo por ter perdido US$ 1,5 milhões em negócios no exterior.

A defesa de Cunha vai se ater ao fato de que o deputado, antes de assumir a presidência da Telerj na década de 1990, se dedicava a vender carne enlatada para a África. Com o sucesso do negócio, ele decidiu abrir contas no exterior para guardar o dinheiro obtido com o trabalho.

Fontes:
Estadão-Parte do dinheiro no exterior é fruto de venda de carne enlatada, diz Cunha

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

4 Opiniões

  1. Eduardo disse:

    Talvez a carne moída vendida vem dos bois do Renan Calheiros.

  2. Áureo Ramos de Souza disse:

    É muita cara de PAU. E porque ele não falou isso ao tempo que as noticias vem sendo feita e agora foi venda de carne moída, a policia federal vai correr atrás para verificar a veracidade. Depois vais éw preso e irão lhe acunhar lá na papuda

  3. INÁCIO ANTONIO SOARES NETO disse:

    O Eduardo Cunha está certo ao dizer que estes dinheiros que apresenta nas suas contas é referente vendas de Carne, pois um quilo de carne no Brasil la fora o lucro é de mais de mil por cento.Tem fundamento sim.

  4. Beraldo Dabés Filho disse:

    Dizem que carne moída é o prato principal dos presidiários em todo o Brasil. Hum!!!

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *