Início » Brasil » Cunha desengaveta 11 pedidos de impeachment contra Dilma
Após romper com o governo

Cunha desengaveta 11 pedidos de impeachment contra Dilma

Presidente da Câmara anunciou rompimento com o governo nesta sexta

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha, que anunciou nesta sexta-feira, 17, rompimento com o governo, desengavetou 11 pedidos de impeachment protocolados contra a presidente Dilma Rousseff na Mesa diretora da Câmara.

cunha-bolsonaro-impeachment

Entre os pedidos está um de autoria de Jair Bolsonaro (PP-RJ). Cunha estabeleceu um prazo de dez dias para o deputado “emendar a denúncia” que formulou contra Dilma, “adequando-a aos requisitos da Lei número 1.079/1950 e do regimento interno da Câmara dos Deputados”.

A lei em questão define os crimes de responsabilidade. O pedido de impeachment foi protocolado há quatro meses por Bolsonaro, que responsabiliza a presidente pelos desvios na Petrobras.

No documento, Bolsonaro afirma que, “mais do que despreparo, mostra-se evidente a omissão da denunciada [Dilma] ao deixar de adotar medidas preventivas e repressivas para combater o câncer da corrupção em seu governo, mantendo, perto de si e em funções de alta relevância da administração federal, pessoas com fortes indícios de comprometimento ético e desvios de conduta. Deixou de agir em defesa da sociedade da qual é responsável máxima na administração pública”.

Em ofício datado desta sexta, o presidente da Câmara oferece a Bolsonaro a possibilidade de adensar o pedido de impeachment, incluindo, por exemplo, novas denúncias de delatores da Lava Jato.

Não é comum um presidente da Câmara solicitar a autores de pedidos de impeachment para emendar suas denúncias. Em geral, as petições consideradas insubsistentes são arquivadas prontamente. A postura de Eduardo Cunha, no entanto, reflete o clima de tensão no cenário político.

Fontes:
Uol - Cunha desengavetou pedidos de impeachment

3 Opiniões

  1. Vitafer disse:

    Éeee…

  2. Áureo Ramos de Souza disse:

    Enquanto não haviam tocado no seu calo, ele vivia bem com o desgoverno. Foi só ser citado o calo doeu, portanto se doeu tem conivência.

  3. Marluizo Pires Cruz disse:

    Estes maus exemplos da politicagem brasileira, que. Qualifica os Atos de acordo com os interesses momentâneos do Poder. Nestes sistemas cíclicos dos interesses de poder político de governo. Vem penalizando o ESTADO brasileiro nas consequências das instabilidades econômicas, sociais e subdesenvolvimento do país há 515 anos.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *