Início » Brasil » Cunha deve ser ‘anistiado’ por viabilizar impeachment
'REDENÇÃO'

Cunha deve ser ‘anistiado’ por viabilizar impeachment

Cunha, que já contava com um amplo apoio na Câmara, ganhou a simpatia de muitos deputados agora dispostos a retribuir o serviço prestado

Cunha deve ser ‘anistiado’ por viabilizar impeachment
Para opositores de Cunha, a movimentação para salvá-lo já era prevista (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), ganhou novo fôlego no último domingo, 18. Réu no Supremo Tribunal Federal (STF) por envolvimento no esquema de corrupção investigado pela Lava Jato e ameaçado de cassação pelo Conselho de Ética da Câmara por mentir em depoimento na CPI da Petrobras, o parlamentar deixou a votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff com ar de vitorioso.

Cunha, que já contava com um amplo apoio na Câmara, ganhou a simpatia de muitos deputados da Casa que agora estão dispostos a retribuir o serviço prestado. Colegas de partido já iniciam um movimento para evitar que ele perca o mandato. O deputado Osmar Serriglio (PMDB), por exemplo, afirmou que o processo do Conselho de Ética “não vai dar em nada”. Segundo Serriglio, Cunha não violou normas do STF, que determinam que “mesmo sob juramento você pode mentir para não se prejudicar”. “Logo é duvidoso ele ser condenado por mentir sem estar sob juramento”, disse Serriglio.

A ideia de que a cassação é uma punição muito severa também é compartilhada pelo deputado Carlos Marum (PMDB). “Entendo que deva haver [uma punição], mas não entendo que deva ser a cassação”. Já Paulinho da Força (Solidariedade) chamou a atenção para a simpatia conquistada por Cunha após o processo. “Ele ganhou força, graças a ele o impeachment passou”.

Para os opositores de Cunha, a movimentação para salvar o parlamentar já era prevista. Chico Alencar (PSOL) afirmou que não ficaria “nem um pouco surpreso se ele fosse anistiado pelo Conselho de Ética”. Segundo Alencar, a votação fortaleceu Cunha. “Ele foi o grande vencedor do processo de impeachment”.

A defesa de Cunha pretende seguir na mesma estratégia para livrar o parlamentar do processo, que tramita a ritmo lento no Conselho de Ética. A ideia é usar o argumento técnico para desqualificar a acusação de falso testemunho e manter a afirmação de que o dinheiro encontrado em nome de Cunha em contas na Suíça não é dele, de fato, mas sim resultado da exportação de carne moída para países da África. Desta forma, Cunha seria apenas beneficiário da verba administrada por um truste para gerir os recursos.

Fontes:
El País-Cunha entrega o impeachment, e deve receber ‘anistia’ em troca

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

5 Opiniões

  1. Ludwig Von Drake disse:

    Cunha é igual aos outros, só que mais habilidoso e competente. Se houvessem mais deputados com iguais qualidades, e as usassem para o bem, nossos problemas estariam resolvidos.

  2. Joma Bastos disse:

    Pois é… Cunha é réu em processo de corrupção como tantos outros deputados, só com muito maior competência individual.
    Mas que todos os réus deputados tenham um julgamento justo!

  3. Beraldo disse:

    O jogo ainda não acabou, mas é i n a c r e d i t á v e l o mero título da matéria

    Parafraseando o que o próprio facínora teve a coragem de falar, no momento do voto: “Que Deus tenha misericórdia deste País”.

  4. Áureo Ramos de Souza disse:

    E QUE OS QUE ACREDITARAM EM CUNHA FAÇAM AGORA SEU PAPEL RETRIBUINDO AO MESMO PELO TRABALHO FEITO. EU DIGO: CUNHA TU NÃO PRESTA MAIS EU TE AMO

  5. Lídia coelho disse:

    tem um ditado que diz:” os opostos se atraem” há controvérsias, pois os iguais também!!!!!kkkkk

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *