Início » Brasil » Cúpula do PP aprova aliança com Dilma em reunião ‘relâmpago’
Eleições 2014

Cúpula do PP aprova aliança com Dilma em reunião ‘relâmpago’

Ainda para manter aliança com PR, Dilma troca ministro dos Transportes

Cúpula do PP aprova aliança com Dilma em reunião ‘relâmpago’
Dilma confirmou aliança com PP, PR e PSD nesta quarta, 25 (Foto:Reprodução/Internet)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A Executiva Nacional do Partido Progressista (PP) decidiu em uma rápida reunião apoiar a reeleição da presidente Dilma Rousseff nesta quarta-feira, 25, após a convenção nacional transferir à cúpula a decisão sobre a aliança com o PT para as eleições. O presidente da sigla, o senador Ciro Nogueira, realizou a reunião em seu gabinete minutos após a convenção. Nogueira foi acusado de “golpe” para dar apoio a Dilma pela ala contrária.

“Dois diretórios apenas se rebelaram de forma inadequada, são 27 no total. As pessoas não querem ouvir a maioria. Sempre ouvimos democraticamente a todos. A maioria quer o apoio à presidente. Já está sacramentado o apoio”, definiu Nogueira para o jornal Folha de S. Paulo. A resolução aprovada libera, no entanto, os estados para firmarem coligações livremente, sem seguir a decisão tomada pela Executiva Nacional.

Os contrários estudam entrar com ação na Justiça Eleitoral para anular o resultado da convenção, já que somente havia uma proposta em votação, que concedia os poderes de decisão à executiva, e não houve abertura para nova proposta. A ala contrária defendia a neutralidade da sigla para apoiar a candidatura de Aécio Neves. O grupo alegou que sete diretórios do partido são contra a aliança Pró-Dilma.

Por aliança com PR, Dilma troca ministro dos Transportes

A presidente Dilma cedeu ainda às pressões do PR e vai substituir o ministro César Borges por Paulo Sérgio Passos no Ministério dos Transportes, a fim de manter a aliança política com o partido. A Presidência da República confirmou por nota as mudanças na noite desta quarta-feira, 25.

O PR não se considerava representado pelo ministro anterior e ameaçava abandonar a presidente nas eleições. Borges ocupará a cadeira da Secretaria Nacional dos Portos. Ainda nesta quarta, a presidente participou da convenção nacional do PSD e formalizou aliança para a campanha.

Fontes:
Folha de S. Paulo - Em reunião 'relâmpago' cúpula do PP aprova aliança com Dilma
O Globo - Para manter aliança com o PR, Dilma troca ministro dos Transportes
O Globo - Após ceder ao PR, Dilma critica deslealdade de partidos

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. Ludovino Azambuja disse:

    As vezes eu tenho a impressão de que a Dona Dillma é refém de uma associação criminosa. Parece que as ideias não são dela e ela faz o que outros mandam. O tempo e a História dirão.

  2. helo disse:

    Ministro nesse governo cai como relâmpago para o toma-lá-dá-cá ou para o tempo na TV. Perde o país porque um ministro é tão fraco quanto o próximo, todos só na politicagem. Quanto desperdício, leviandade e falta de princípios.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *