Início » Brasil » Datafolha: Bolsonaro tem 56% dos votos válidos e Haddad, 44%
ELEIÇÕES 2018

Datafolha: Bolsonaro tem 56% dos votos válidos e Haddad, 44%

Distância entre presidenciáveis caiu de 18 para 12 pontos em uma semana

Datafolha: Bolsonaro tem 56% dos votos válidos e Haddad, 44%
No levantamento anterior, Bolsonaro tinha 59% dos votos válidos e Haddad tinha 41% (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A mais recente pesquisa Datafolha no segundo turno das eleições presidenciais mostra que a diferença entre os presidenciáveis Jair Bolsonaro, do PSL, e Fernando Haddad, do PT, diminuiu 6 pontos em uma semana, de 18 para 12.

De acordo com o levantamento, Bolsonaro tem 56% dos votos válidos (quando não se consideram os votos em branco, nulos ou de eleitores indecisos) e Haddad tem 44%.

No levantamento anterior, Bolsonaro tinha 59% dos votos válidos e Haddad tinha 41%. Em relação aos votos totais, o candidato do PSL tem 48% e o candidato do PT tem 38%. Os votos em branco ou nulos somam 8%. Outros 6% ainda não sabem em quem votar ou não quiseram responder.

A pesquisa, encomendada pela TV Globo e pelo jornal Folha de S.Paulo, foi feita nos dias 24 e 25 de outubro e contou com a participação de 9.173 eleitores em 341 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos e o nível de confiança é de 95%.

O Datafolha também avaliou a taxa de rejeição de cada um dos candidatos. De acordo com a pesquisa, 46% dos entrevistados afirmaram que votariam com certeza em Bolsonaro para presidente; 9% talvez votassem nele; 44% não votariam em Bolsonaro de jeito nenhum; e 2% não sabem ou não quiseram responder.

Já 37% dos entrevistados afirmaram que com certeza votariam em Haddad para presidente; 9% talvez votassem nele; 52% não votariam em Haddad de jeito nenhum; e 2% não sabem ou não quiseram responder.

A pesquisa revelou ainda que 94% dos entrevistados estão totalmente decididos a votar em Bolsonaro e 91%, em Haddad. Outros 6% afirmaram que seu voto em Bolsonaro ainda pode mudar e 9% disseram que seu voto em Haddad ainda pode mudar.

De acordo com o jornal Folha de S.Paulo, a pesquisa divulgada nesta quinta-feira, 25, reflete um período de exposição negativa para o presidenciável Jair Bolsonaro. O jornal cita alguns episódios que podem ter contribuído para esse cenário, como o caso do WhatsApp, que ponta a suposta compra por empresários de pacotes de impulsionamento de mensagens contra o PT; o vídeo de uma palestra do deputado reeleito Eduardo Bolsonaro sobre “fechar o STF”; e ainda um discurso de Bolsonaro para apoiadores em São Paulo que também gerou polêmica.

Fontes:
G1 - Datafolha para presidente, votos válidos: Bolsonaro, 56%; Haddad, 44%
Folha de S.Paulo - Pesquisa Datafolha mostra queda de 6 pontos entre Haddad e Bolsonaro

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. julia santoos disse:

    Com esta situação no segundo turno,de Haddad e Bolsonaro, a decisão será entre o ruim e o pior.Claro eu sou de Direita e sou contra a Esquerda principalmente contra Fernando Haddad.Sem contar com as suas grandes barbaridades como A invasão recorde de terrenos municipais vamos ver..O abandono das ações para recolhimento de mendigos, sem-teto e “nóias” das ruas….A desvalorização do patrimônio histórico como pode?? Como um homem desse pode dirigir um pais sendo que ele nao esta dirigindo suas propias palavras?Fernando Haddad, é mesmo um pândego.Haddad é o rei da bobagem — e não é de hoje. Não pensem que a aprovação daqueles absurdos kits gays foi o mais longe a que chegou na, como chamarei?, degradação intelectual. Ele já foi capaz de coisas mais estupefacientes.

  2. Aureo Ramos de Souza disse:

    O povo provou que deseja mudança em nosso país, vejam a câmara dos deputados de todos estado mudaram, os Sarnei terminou a sua disnatia. Muitos Deputados Federais com mais de 40 anos legislando perderam a boquinha e não pensem que irão encontra vagas pois com a Vitória de Bolsonaro já consolidada ou eles usam o dinheiro roubado ou irão trabalhar.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *