Início » Brasil » Datafolha mostra que maioria considera justa soltura de Lula
PESQUISA DATAFOLHA

Datafolha mostra que maioria considera justa soltura de Lula

Apoio ao ex-presidente é maior na região Nordeste, entre jovens e menos escolarizados

Datafolha mostra que maioria considera justa soltura de Lula
Lula foi solto no último dia 8 de novembro após cumprir um ano e sete meses de prisão (Fonte: Reprodução/José Cruz/Agência Brasil)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A mais recente pesquisa Datafolha revelou que 54% dos entrevistados consideraram justa a soltura do ex-presidente Lula no mês passado. Outros 42% afirmaram que foi injusta e 5% não souberam responder.

A pesquisa Datafolha foi realizada nos dias 5 e 6 de dezembro em um total de 176 municípios brasileiros e contou com a participação de 2.948 pessoas. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Lula foi solto no último dia 8 de novembro após cumprir um ano e sete meses de prisão. O ex-presidente foi condenado por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex no Guarujá (SP).

Em pesquisa Datafolha realizada em julho, 54% dos entrevistados haviam afirmado que consideravam justa a prisão de Lula, enquanto 42% a consideravam injusta.

O ex-presidente deixou a carceragem da Polícia Federal (PF) em Curitiba após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que derrubou a prisão após condenação em segunda instância.

Mesmo solto, Lula não pode, com base na Lei da Ficha Limpa, disputar eleições.

A pesquisa Datafolha revelou também que 37% dos entrevistados afirmaram que nunca confiam nas declarações do ex-presidente; 25% disseram que sempre confiam; e 36% às vezes têm confiança.

Já em relação às declarações do presidente Jair Bolsonaro, 43% dos entrevistados disseram que nunca confiam; 19% confiam sempre; e 37% às vezes confiam.

Ainda de acordo com a pesquisa, o apoio ao ex-presidente Lula é maior na região Nordeste, entre jovens e menos escolarizados.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *