Início » Brasil » Defender 3º turno é ‘ruptura da democracia’, diz Dilma
Protestos antigoverno

Defender 3º turno é ‘ruptura da democracia’, diz Dilma

'Terceiro turno das eleições, para qualquer cidadão brasileiro, não pode ocorrer', segundo a presidente

Defender 3º turno é ‘ruptura da democracia’, diz Dilma
Dilma disse que manifestações são 'legítimas' (Fonte: Reprodução/TV Globo)

Um dia após o “panelaço” durante o seu pronunciamento em rede nacional de rádio e TV, a presidente Dilma Rousseff afirmou nesta segunda-feira, 9, que as manifestações antigoverno previstas para o próximo dia 15 são “legítimas”.

Dilma ressaltou, no entanto, que a defesa de um “terceiro turno” da eleição é “ruptura da democracia”: “Eu acho que há que se caracterizar as razões para o impeachment e não o terceiro turno das eleições. O que não é possível no Brasil é a gente não aceitar as regras do jogo democrático. A eleição acabou, houve primeiro e houve segundo turno. Terceiro turno das eleições, para qualquer cidadão brasileiro, não pode ocorrer, a não ser que você queira uma ruptura democrática”.

A presidente disse ainda que as “manifestações pacíficas são da regra democrática”, mas que não se pode aceitar atos de violência em protestos.

Em entrevista coletiva, a presidente afirmou também que o Brasil caminha em direção à retomada do crescimento econômico, com a garantia do emprego e da renda.

Fontes:
G1 - Dilma afirma que 'terceiro turno' da eleição é 'ruptura da democracia'

9 Opiniões

  1. heleno disse:

    ruptura da democracia são os roubos e a falta de punição aos envolvidos, procuram todos os meios para livralos das punições: um exemplo disso é o se cabra safado. JOSE LADRÃO GENUÍNO que faz parte da quadrilha, em outras situações nunca encontraram meios para beneficiar uma pai de familia preso, mas um ladrão da quadrilha eles encontraram.

    VERGONHA NACIONAL E MUNDIAL.

  2. Jorge Armani disse:

    Não consigo mais falar dessa gente, me dá uma ânsia de vômito. Vou tomar um Dramin.

  3. Carlos Chacal disse:

    Primeiro o Impedimento consta na CF/88.Segundo : A ruptura dos cofres que o PT fez é que gera tudo isso.A ex-guerrilheira sem causa esta forçando(prevaricação) a liberação de 78 bilhões para o grupo Sete ,quebrando mais ainda o BNDES.

  4. Regina Caldas disse:

    Obriga pelo conselho sensato, André Luiz.

  5. André Luiz D. Queiroz disse:

    Regina Caldas,
    Nem se dê ao trabalho de discutir com esse tal de ‘Beraldo Dabés’ — tá na cara que não passa de um ‘internauta chapa-branca’, a soldo do partido pra navegar nas redes sociais e demais canais da mídia e disseminar o que interessa a eles!…

  6. Regina Caldas disse:

    Fico imaginando o seu perfil, Sr Dabés, quando o senhor se refere a nós, como oposiçãozinha incompetente….

  7. Roberto1776 disse:

    No fim das contas é melhor que essa mulher termine as burradas que começou, para acabar com esse partido de quinta.
    Já imaginou alguém ter que segurar todas as besteiras promovidas por essa mulher?
    O petê precisa se esfacelar por conta própria, para que nunca mais o povinho caia na ilusão de que 2+2 é igual a cinco.

  8. André Luiz D. Queiroz disse:

    Mas que “terceiro turno”?! Ora, ninguém está dizendo que a eleição não ‘valeu’. O que está se discutindo, isso sim, é a possibilidade de cassar o mandato presidencial de Dilma Rousseff — o dito impeachment, pelos motivos que todos sabemos bem! E isso independe completamente do processo eleitoral já concluído! A fala de Dilma Rousseff foi apenas mais uma asneira, a somar às muitas outras que ela já proferiu todas as vezes que falou de improviso, mesmo que seguindo quase ‘ipsis litteris’ a orientação do marketeiro oficial, João Santana.
    É claro que o povo brasileiro tem direito a se manifestar em protesto contra o ‘(des)governo que está aí! E é claro que convém que as manifestações sejam pacíficas, respeite-se a ordem pública e o patrimônio alheio (nada de quebra-quebra!), mas temos que dizer energicamente que, do jeito que esse (des)governo segue ‘destruindo’ o país, ninguém tolera mais!

  9. Beraldo Dabés Filho disse:

    Pouco provável que esta oposiçãozinha incompetente que aí está, seja capaz de bater o PT nas urnas. Se, no entanto, acontecer, ela (a oposiçãozinha incompetente) não tem nenhuma chance de suportar a oposição do PT, tendo a frente o Presidente Lula. FHC e os seus comparsas (Aécio, Álvaro Dias, etc.) sabem disto e ficam numa dúvida atroz, e é nesta dúvida que reside a improbabilidade do impeachment de Dilma Roussef. Por outro lado, caso o improvável impeachment aconteça, assumiria Michel Temer, que terminaria o mandato, bem ou mal, em 2018 Em qualquer cenário político-econômico, pós Dilma ou pós Temer, o Presidente Lula vence a eleição em 2018. Isto está pirando a cabeça da Oposiçãozinha incompetente. “Se correr o bicho pega e se ficar o bicho come”.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *