Início » Brasil » Defesa de Lula apresenta recibos com erros e não entrega 33 comprovantes
IMÓVEL EM SÃO BERNARDO DO CAMPO

Defesa de Lula apresenta recibos com erros e não entrega 33 comprovantes

Comprovantes de pagamento de aluguéis de imóvel investigado mostram datas que não existem e 33 recibos não foram entregues pela defesa de Lula

Defesa de Lula apresenta recibos com erros e não entrega 33 comprovantes
O apartamento é apontado como parte de um suposto pagamento de propina da Odebrecht ao ex-presidente (Foto: Agência Brasil)

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva entregou à Justiça Federal na última segunda-feira, 25, os recibos de aluguel de um apartamento vizinho ao que mora, em São Bernardo do Campo. O imóvel é apontado pelo Ministério Público Federal (MPF) como parte de um suposto pagamento de propina da Odebrecht ao ex-presidente.

Entretanto, os recibos que comprovariam os pagamentos de aluguéis feitos entre 2011 e 2015 apresentaram incorreções. Dois deles trazem datas que não existem no calendário – 31 de junho de 2014 e 31 de novembro de 2015 – e seis deles, referentes a 2012, apresentam erro na grafia da cidade em que o apartamento fica – escrita como “São Bernanrdo do Campo”.

Além disso, foi constatado que a defesa de Lula entregou somente 26 recibos, datados de agosto de 2011 a dezembro de 2015. No entanto, se considerado o intervalo entre o dia que a ex-primeira-dama Marisa Letícia assinou o contrato de locação – fevereiro de 2011 – e dezembro de 2015, a data do último registro, 33 comprovantes deixaram de ser entregues, assim como os documentos bancários sobre a forma de pagamento dos aluguéis.

Outra incongruência apontada nos recibos é que há dois recibos datados do dia 31 de junho referentes a pagamentos feitos nos dias 7 de julho e 5 de agosto.

O imóvel em São Bernardo do Campo é um dos pontos da denúncia contra o ex-presidente de que ele teria recebido propina da Odebrecht. Segundo o Ministério Público Federal, a Presidência alugou o apartamento para abrigar os seguranças que fazem a escolta pessoal dele.  Entretanto, o apartamento foi comprado por Glaucos da Costamarques, primo do pecuarista José Carlos Bumlai, no fim de 2010 e o imóvel continuou sendo ocupado, mesmo após o fim do mandato do petista.

Em depoimento ao juiz federal Sérgio Moro, Costamarques disse que apesar de ter declarado à Receita Federal que a família de Lula tinha quitados todos os valores desde 2011, só começou a receber valores do aluguel a partir de 2015. Tendo isso em vista, Moro questionou Lula se ele teria algum comprovante de pagamento de aluguel ao empresário. Lula confirmou a existência dos recibos.

Em nota, advogado do ex-presidente Cristiano Zanin Martins disse que “quem emite recibo é quem recebeu” e que os erros apresentados nos documentos “não tem qualquer relevância para o valor probatório dos documentos”. Segundo o advogado, “pela lei, bastaria à Defesa ter apresentado o último recibo com reconhecimento de quitação, sem qualquer ressalva de débitos anteriores, para que todos os demais pagamentos fossem considerados realizados”.

Os documentos entregues À Justiça Federal serão analisados pelo juiz Sérgio Moro.

Fontes:
O Globo-Além de problema com recibos, defesa de Lula deixa de entregar 33 comprovantes de aluguel
G1-Recibos apresentados por defesa de Lula mostram datas que não existem no calendário
Piauí-Lula entregou à Justiça recibos de aluguel com datas inexistentes?

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. Selma Carvalho disse:

    E cadê as declarações de Imposto de Renda ?????

  2. Daniela Villa disse:

    Por paradoxal que seja, os erros nos recibos podem ser intencionais para aumentar sua credibilidade, é que um advogado que esteja falsificando provas, jamais cometeria erros tão grosseiros.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *