Início » Brasil » Defesa turbinada
COLUNA ESPLANADA

Defesa turbinada

Exército, Marinha e Aeronáutica lutam para conseguir verbas para compra de novos equipamentos

Defesa turbinada
A saída além do próprio Orçamento são as emendas parlamentares para 2017 (Foto: Wikipedia)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A despeito do tão propalado ‘sucateamento’ das Forças Armadas, Exército, Marinha e Aeronáutica lutam para conseguir verbas para compra de novos equipamentos, e a saída além do próprio Orçamento são as emendas parlamentares para 2017. O Exército pediu R$ 355,4 milhões para compra de mísseis Astros 2020 da Avibras e R$ 593 milhões para blindados Guarani da Iveco. A Marinha quer R$ 521 milhões para continuar o submarino nuclear – via DCNS e Odebrecht.

Decolando

A Força Aérea Brasileira pediu às bancadas do Congresso R$ 600 milhões para aquisição do avião cargueiro KC 390, da Embraer.

Retorno

Se a FAB conseguir os R$ 600 milhões para negócio, a Embraer recupera os US$ 200 milhões que pagou para encerrar investigação contra pagamento de propina no exterior.

Boleto no protesto

O Ministério de Relações Exteriores solicitou ao Congresso R$ 6 milhões para o Itamaraty ‘montar estrutura consular’ em alguns países. Mas é para pagar contas.

Inteligência..

A Comissão de Controle de Atividades de Inteligência do Senado recebeu pedidos de emendas para a Agência Brasileira de Inteligência e da Polícia Federal para reforço do caixa e pessoal. A Abin requereu dinheiro para concurso público. A direção da PF quer R$ 80 milhões para reformas de unidades em todo o Brasil.

..milionária

A Abin pretende comprar ano que vem computadores com criptografia de última geração. Custarão R$ 10 milhões. O Exército pediu R$ 70 milhões na Implantação de Sistema de Defesa Cibernética para a Defesa Nacional.

Sem naufrágio

A Marinha avisou ao Congresso que vai investir R$ 1 milhão em atividades sigilosas para soberania nacional.

Estratégia

O que se comenta na Polícia Federal, que não engoliu a reviravolta da Operação Métis no STF, é que o senador Renan Calheiros tenta blindar o Senado como território sagrado com foro privilegiado. Só que o foro é para certas pessoas, não instituições.

Porta a porta

Esta é a linha de defesa que a PF e o MP Federal tentarão mostrar para convencer os ministros do Supremo, até a decisão em plenário sobre o destino da operação.

Bottom

Caio Silva e Souza e o tatuador Fábio Raposo, os dois jovens acusados da morte do cinegrafista Santiago Andrade, da Band, estão em liberdade aguardando julgamento. Uma vez ao mês eles precisam se apresentar no TJ. No início do mês Fábio chegou ao Fórum para assinar a ficha com um botom da campanha de Marcelo Freixo.

Peito a peito..

Franzino entre os agentes que medem em média 2 metros de altura, o senador Randolfe Rodrigues ouviu pacientemente a queixa dos sete agentes que o cercaram no Congresso, após o parlamentar chamar os agentes de milicianos.

..e tapinha nas costas

O agente conhecido na Casa como Braga, chefe da segurança no plenário, foi incisivo e chegou a exigir pedidos de desculpas do senador. Randolfe então reagiu e questionou o porquê da varredura em imóveis do ex-senador José Sarney, seu arqui-rival político.  Os agentes recuaram e o embate terminou com cumprimentos e tapinhas nas costas.

Inclusão social

Na próxima sexta autoridades e artistas de Brasília comemoram no Museu da República o primeiro ano da Revista Traços, uma boa iniciativa de inclusão social, ideia de André Noblat e patrocinada pela Souza Cruz. Revista de comportamento, com bom conteúdo, é vendida mensalmente por moradores de rua. Eles ficam com R$ 4 dos R$ 5 da venda.

Ponto Final

“Fora Renan; o Brasil não te aguenta mais”

Mensagem escrita em uma faixa fixada no gramado lateral em frente ao Senado.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Ludwig Von Drake disse:

    Os Federais nunca vão admitir que vacilaram: Delcídio foi preso no hotel em que residia; porque não foram buscar os policiais legislativos em suas casas? Na verdade eles queriam desmoralizar a Policia Legislativa.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *