Início » Brasil » Defesa vai pedir soltura imediata de Lula
APÓS DECISÃO DO SUPREMO

Defesa vai pedir soltura imediata de Lula

Pedido terá como base a decisão do STF que derrubou a prisão após condenação em segunda instância

Defesa vai pedir soltura imediata de Lula
Julgamento do STF 'reforça que o ex-presidente Lula está preso há 579 dias injustamente', dizem advogados (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

A defesa de Lula afirmou que vai pedir nesta sexta-feira, 8, a soltura imediata do ex-presidente após a decisão do Supremo Tribunal Federal que derrubou a prisão após condenação em segunda instância.

A informação foi divulgada pelos advogados Cristiano Zanin Martins e Valeska Teixeira Martins, que defendem o ex-presidente Lula.

Por 6 votos a 5, o STF decidiu que um réu só pode ser preso após esgotados todos os recursos. No caso de Lula, que foi condenado em três instâncias no caso do triplex no Guarujá, ele ainda pode recorrer ao Supremo.

Em nota divulgada após o julgamento no Supremo, os advogados disseram que, “após conversa com Lula nesta sexta-feira, levaremos ao juízo da execução um pedido para que haja sua imediata soltura com base no resultado desse julgamento do STF, além de reiterarmos o pedido para que a Suprema Corte julgue os habeas corpus que objetivam a declaração da nulidade de todo o processo que o levou à prisão em virtude da suspeição do ex-juiz Sergio Moro e dos procuradores da Lava Jato, dentre inúmeras outras ilegalidades”.

A defesa do ex-presidente ressaltou que o julgamento do STF “reforça que o ex-presidente Lula está preso há 579 dias injustamente e de forma incompatível com a lei (CPP, art. 283) e com a Constituição da República (CF/88, art. 5º, LVII)”.

Fontes:
Uol - Após decisão do STF, defesa de Lula vai pedir soltura imediata

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *