Início » Brasil » ‘Delação é coisa de dedo-duro’, diz Marcelo Odebrecht
CPI da Petrobras

‘Delação é coisa de dedo-duro’, diz Marcelo Odebrecht

Presidente da empreiteira Odebrecht diz em CPI da Petrobras que, por valores morais e pela falta de ter o que ‘dedurar’ não fará acordo de delação premiada

‘Delação é coisa de dedo-duro’, diz Marcelo Odebrecht
Odebrecht foi preso pela Operação Lava Jato, acusado de participação em cartel que fraudou licitações (Foto: Worldsteel/Flickr)

Marcelo Odebrecht, presidente da empreiteira Odebrecht, declarou que não pretende assinar acordo de delação premiada com a Justiça. O anúncio foi feito a integrantes da CPI da Petrobras nesta terça-feira, 1, em Curitiba.

Leia mais: Justiça aceita denúncia contra Marcelo Odebrecht e mais 12
Leia mais: Patriarca faz périplo pela libertação de Odebrecht

Em sua declaração, Odebrecht disse que delação é coisa de “dedo-duro”. “Entre o meu legado, eu acho que tem valores, inclusive morais, dos quais eu nunca abrirei mão. Quando lá em casa, as minhas meninas tinham discussão e briga, eu dizia: ‘Quem fez isso?’. Eu talvez brigasse mais com quem dedurou do que com quem fez o fato”, disse Odebrecht.

O presidente da empreiteira também afirmou que “para alguém dedurar, é preciso ter o que dedurar”. “Primeiro, para alguém dedurar, ele precisa ter o que dedurar. Esse é o primeiro fato. Isso eu acho que não ocorre aqui. Segundo, tem a questão do valor moral, ainda que alguém tivesse”, disse Odebrecht.

Odebrecht foi preso pela Operação Lava Jato no dia 19 de agosto, denunciado em uma ação penal que investiga a participação de sua empreiteira no esquema de cartel que fraudou licitações em estatais.

Fontes:
Estadão-Delator é dedo-duro, diz Odebrecht

2 Opiniões

  1. Roberto1776 disse:

    Mas que sujeito torto em sua moral. O avô dele deve estar se revirando no túmulo ao se dar conta de que seu neto é um sujeito AMORAL. A única explicação possível para este comportamento absurdo deve ser o medo de ser assassinado na cadeia, para que não delate o barba. Só isso explicaria tal comportamento, pois ele não parece um sociopata.

  2. Ludwig Von Drake disse:

    O Odebrecht, além de ter uma moral enviezada está educando mal as filhas: o que o povo chama de “dedurar”, trata-se da “delatio criminis”; só é “feio”, quando o agente partícipe e delator, de fato, não se arrepende de seus crimes, o que parece ser o caso do Brecht.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *