Início » Brasil » Delator diz que campanha de Dilma recebeu dinheiro de propina
Em 2010

Delator diz que campanha de Dilma recebeu dinheiro de propina

Pedro Barusco afirmou que foram solicitados US$ 300 mil do esquema de corrupção da Petrobras para serem injetados na campanha de Dilma em 2010

Delator diz que campanha de Dilma recebeu dinheiro de propina
Pedro Barusco prestou depoimento à CPI da Petrobras (Fonte: Reprodução/Reuters)

Em depoimento à CPI da Petrobras nesta terça-feira, 10, o delator Pedro Barusco, ex-gerente de Serviços da estatal, afirmou que a campanha de Dilma Rousseff à Presidência em 2010 recebeu dinheiro de propina em contratos firmados pela companhia.

Barusco disse à comissão que foram solicitados US$ 300 mil do megaesquema de lavagem de dinheiro da Petrobras para serem injetados na campanha de Dilma.

Ainda de acordo com Barusco, Renato Duque, ex-diretor de Serviços da Petrobras, fez o pedido de dinheiro diretamente à empresa holandesa SBM Offshore. “Eu recebi o dinheiro e repassei num acerto de contas em outro recebimento”, afirmou o delator, que ressaltou que enviou o dinheiro “ao PT, pelo João Vaccari Neto”.

Após o depoimento de Barusco, o PT divulgou nota rebatendo as acusações do ex-gerente de Serviços da Petrobras. O partido negou mais uma vez o recebimento de dinheiro ilícito e afirmou que “só recebe doações dentro dos parâmetros legais, que são declaradas na prestação de contas ao TSE”.

O coordenador da campanha de Dilma em 2010, José de Filipe Jr., também divulgou nota afirmando que a SBM não fez doação para a campanha em questão e que todas as doações do PT foram legalmente registradas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Veja abaixo a íntegra da nota do PT:

A respeito do depoimento do senhor Pedro Barusco, realizado hoje em sessão da CPI daPetrobras, a Secretaria Nacional de Finanças do PT gostaria de esclarecer o seguinte:
1) O secretário nacional de Finanças do PT desde o ano de 2010, João Vaccari Neto, reitera que nunca tratou de finanças ou doações para o partido com o senhor Pedro Barusco, delator que busca agora o perdão judicial envolvendo outras pessoas em seus malfeitos.
2) O senhor Barusco não apresentou nenhuma prova ou mesmo indício que liguem o secretário João Vaccari Neto ao recebimento de propinas, apesar de falar por mais de 5 horas e ser reiteradamente questionado pelos integrantes da bancada do Partido dos Trabalhadores, e também por deputados de outros partidos.
3) Reiteramos que, justamente por fazer denúncias sem apresentar provas, o senhor Barusco está sendo processado pelo PT.
4) O Partido dos Trabalhadores só recebe doações dentro dos parâmetros legais, que são declaradas na prestação de contas ao TSE.

Fontes:
Veja - Propina financiou campanha de Dilma em 2010, diz delator
G1 - Após depoimento de Barusco, PT volta a negar recebimento de propina

2 Opiniões

  1. Joaquim Caldas disse:

    A campanha mais cara do mundo para eleger uma idiota? Pode? Dilma: a galinha dos ovos de petróleo,quebrou a chocadeira de corruptos.Galinhas e Galos gozam pelos aparelhos excretores,por isso os garajaus fedem tanto.Petróleo, o caldo mágico da galinha vermelha.

  2. Áureo Ramos de Souza disse:

    Como sempre acontece, com este partido que se partiu, não sabe de nada, não fez nada e tudo é dentro dos parâmetros legais da lei. Agora eu pergunto: o Lula está vivendo só da aposentadoria por perda de seu dedinho? O filhinho de papai deve o estar ajudando com tanto boi a pastar, só pode gerar $$$$$$$$

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *