Início » Brasil » Delatores da Lava-Jato devolverão R$ 423 milhões aos cofres públicos
Corrupção na Petrobras

Delatores da Lava-Jato devolverão R$ 423 milhões aos cofres públicos

Valor é o recorde de devolução aos cofres públicos em casos de corrupção no país. Só Pedro Barusco devolverá R$ 253 milhões

Delatores da Lava-Jato devolverão R$ 423 milhões aos cofres públicos
Valor de devolução dos acordos do Caso Petrobras já supera os orçamentos das duas campanhas dos principais candidatos a presidência (Foto: Reprodução/Internet)

Os delatores da operação Lava-Jato entraram em acordo com a justiça e devolverão R$ 423 milhões desviados dos cofres públicos. Os valores já foram bloqueados nas contas em bancos no Brasil e no exterior e falta apenas questões burocráticas para que a soma seja encaminhada aos cofres públicos. Pedro Barusco, ex-gerente e cúmplice do ex-diretor de Serviços da Petrobras, Renato Duque, devolverá cerca de R$ 253 milhões.

Leia mais: Operação Lava-Jato prende diretores das maiores empreiteiras do país
Leia mais: Dilma comemora investigação do caso Petrobras e alfineta a oposição

O valor total configura o maior acordo de delação premiada da história da justiça brasileira. O recorde anterior era do ex-secretário de Assuntos Institucionais do Distrito Federal, Durval Barbosa, operador do mensalão do DEM, que teria devolvido R$ 100 milhões. Segundo fontes, o valor é superior aos gastos feitos na campanha de Dilma e Aécio Neves. A presidente reeleita teria gasto R$ 300 milhões em sua campanha. Já o candidato da oposição teve sua campanha estimada em RS 290 milhões.

A sequência de delações teve início com o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, que confessou a culpa e fez acordo de delação premiada entregando toda a estrutura da corrupção nos contratos das empreiteiras com a estatal. Costa terá de devolver aproximadamente R$ 70 milhões. Em seguida, Alberto Youssef também decidiu confessar e fazer acordo com a Justiça. O doleiro devolverá aos cofres públicos cerca de R$ 50 milhões.

Dois executivos da Toyo Setal, Júlio Camargo e Augusto Ribeiro, tomaram a mesma decisão. Eles fizeram acordo e devolveram R$ 40 milhões e R$ 10 milhões, respectivamente. Além do reembolso, ambos denunciaram para quem haviam pagado propina em troca de contratos com a Petrobras.

Com as denúncias de Camargo e Ribeiro, a Polícia Federal chegou a Pedro Barusco. Com Barusco o acordo chegou à devolução de R$ 235 milhões. Parte desse dinheiro já está bloqueada na Suiça.

Fontes:
O Globo-Lava-jato: Delatores vão devolver R$ 423 milhões desviados dos cofres públicos

10 Opiniões

  1. Daniel Corrêa disse:

    Só uma dúvida. O ex-gerente devolve R$250 milhões e o ex-diretor R$70 milhões?
    Só eu reparei nisso?
    Na Petrobras Diretor esta abaixo de gerente? Se não for este o caso a conta não fecha…
    Eu agradeço se alguém puder me explicar o porque destes valores invertidos.

  2. Roberto Santhiago disse:

    Apesar das dificuldades de toda ordem enfrentadas para que seja feita uma operação como esta, a chamada de “Lava-jato”, ainda se pode constatar que produz algum resultado (digo “algum resultado” porque acredito que quem devolve tantos milhões de reais, com certeza reservou, bem escondido, muitos outros para usufruir depois de “sentar a poeira”. Afinal, mesmo estando no “olho do furacão”, os corruptos não esquecem que estão no Brasil, e a “tempestade” passará, como sempre neste país, e a situação voltará à velha “normalidade brasileira”. Assim eles se garantem um excelente “pé-de-meia” e limpinhos!!!), pois, quando o objetivo são as empresas públicas ou de “economia mista”, a “justiça” (A Justiça brasileira me parece a mais cega do mundo!!! Por quê será???) poderá intervir e descobrir as maracutaias. Porém, tanto desvio de dinheiro sempre irá influenciar o aumento do custo do produto para o público consumidor. Penso que, no caso da Petrobrás, estes fatos tem peso para o aumento do custo operacional da empresa, o que dá por resultado o aumento do preço da gasolina e do Diesel nas bombas. Mas, há um tipo de corrupção que é muito mais difícil de ser detectada, falo daquela que é cometida por funcionários de grandes e médias empresas particulares que, ao receberem propina de fornecedores dos produtos ou serviços necessários ao funcionamento da empresa para a qual trabalham, causam um aumento no custo do material ou serviço fornecido ou produzido pela “sua” empresa. Pela esperteza com que atuam, são muito difíceis de ser apanhados pelos proprietários das empresas, especialmente se for uma S/A. Esta malta de crápulas fomenta um custo adicional que sempre é repassado ao consumidor, este sim, não tem a quem repassar, principalmente se for um consumidor oriundo das camadas mais baixas da população. Nestas vertentes da saga da corrupção, o Brasil, se não for o campeão mundial, com certeza fica muito “bem na foto”.

  3. DJALMA P BENTES disse:

    Devolução de R$=423.000.000,00 que sabemos ser uma parte, ora devolvido pelos gatunos não tão grandes assim. E o valor dos peixes maiores quando irão devolver? Ou alguém acha mesmo que quem os colocou nesses cargos não leva nada? ! ! ! Quem autorizou compra de Passadina , por exemplo e tem a cara de pau – desfaçatez de se vangloriar dessa canalhice toda e fica por isso mesmo. Urge saber de onde surgiu a fortuna do Exu de 9 dedos de seu filho o Ronaldinho das finanças e do resto da quadrilha toda. E ella tem a audácia de ser quem deve nomear do Diretor Geral da Polícia Federal.

  4. troiano disse:

    Tá! Eles devolvem a grana e daí? Ninguém fica preso, nem corrupto, nem corruptores, como é que fica?

  5. Áureo Ramos de Souza disse:

    Eu sou evangélico Batista, mais dou apelando para nossos irmãos Baianos para quando forem fazer a lavagem das escadarias do Senhor do BomFim que se lembrem do Brasil que tanto dinheiro é roubado e não afunda PELO AMOR DE DEUS.

  6. jayme endebo disse:

    Eles podiam devolver dez por cento disso na minha conta que estaria feliz da vida.
    Nosso país é muito rico pois se rouba bastante e não quebra.

  7. Eliahu Feldman disse:

    Ó Senhor, será que esta terra será abençoada com uma lavagem – não a jato somente, mas com uma “esfrega” que não deixe nenhuma “sujeirinha” em baixo do ‘tapête”?
    Será que pra isto tem que se fazer uma novena?
    Espero que não, e que seja esclarecido o enriquecimento (certamente ilícito) de Lula, Lulinha e asseclas.

    Eliahu Feldman

    PS – e olha, não sou nem católico…

  8. ANA RITA FUGA disse:

    Mas que vergonha!!!! 423. milhões. é gorjeta. Pouca vergonha. qquer idiota sabe fazer uma conta quanto mais ou menos custa uma ponte ou 50.,100 km de asfalto. China fez a maior ponte do mundo com menos dinheiro do Orçamento da ponte do Rio Guaiba. Esta na hora de aprender com os Americanos que possuem aquela estradas maravilhosas.
    O Governo deve oferecer para que está disposto a fazer. Só Paga Na entrega e depois de fiscalizado se usou o material ,certo, se as condições estão boas, e etc… . Só depois de tudo entregue e no tempo certo. É que será pago, Com todo o dinheiro que o BRASIL já gastou em pontes ferroviária ,estradas Malditas e Mal feitas. Poderíamos fazer toda a BR 101, e a BR 116 de PORCELANATO.

  9. marcelo frias disse:

    E os partidos que foram beneficiados!!!!!!!!!!!!!!

  10. marcelo frias disse:

    Todos estao devolvendo parte do roubo;e os partidos beneficiados!! PT ,(LULA,DILMA,na sabiam de toda esta grana que entrava no partido).??????

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *