Início » Brasil » Delegados da PF aceitam controle externo
COLUNA ESPLANADA

Delegados da PF aceitam controle externo

Órgão de controle externo da instituição viria no bojo do debate da PEC 412, que dá autonomia administrativa e financeira para a polícia judiciária

Delegados da PF aceitam controle externo
A PEC 412 está em tramitação no Congresso Nacional (Foto: EBC)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Os delegados da Polícia Federal aceitam a criação de um órgão de controle externo da instituição. A revelação foi feita ontem pelo presidente da Associação Nacional de Delegados de PF, Edvandir Paiva, em conversa com jornalistas em Salvador. A criação do possível comitê viria no bojo do debate da PEC 412, em tramitação no Congresso Nacional, que dá autonomia administrativa e financeira para a polícia judiciária,  mandato para diretor-geral, entre outras antigas demandas da classe. Já a Fenapef, dos policiais federais, acredita não ser preciso a criação de órgão externo.

Um exemplo

“Se o diretor-geral estiver agindo de maneira errada, pode ser retirado do cargo pelo comitê”, prevê delegado Paiva, citando apenas um exemplo. Não é o caso do atual DG.

Outra ponta

Para Luís Boudens, presidente da Fenapef, o Comitê acirraria a batalha de classes com o Ministério Público, que por lei já atua como órgão de controle (mas interno).

Composição

O Comitê externo seria composto por representantes de variadas entidades da sociedade e também de instituições públicas como o próprio MP, argumenta Paiva.

Fundo

Para assegurar o repasse do Fundo Especial de Financiamento de Campanha – mais de R$ 1,7 bi em recursos públicos – os partidos investem pesado nas candidaturas a deputado federal. A partir do ano que vem, só terão acesso ao financiamento as legendas que alcançarem pelo menos 1,5% dos votos válidos para Câmara.

MDB & PT

Dados do Tribunal Superior Eleitoral mostram que o MDB, por exemplo, direcionou R$ 1,5 milhão para apoiar candidatos à Câmara. O PT, hoje com maior bancada na Casa (61 deputados), alocou mais de R$ 75 milhões para as candidaturas a deputado federal. 

Meirelles

O MDB não destinou um centavo do fundo para a campanha do milionário Henrique Meirelles.  Ele próprio não quis. O PT destinou 21,2% para a campanha presidencial. PSDB, 23,33%; PDT, 21,66%; Psol, 29%; e a Rede, 50%.

Seguro

O juiz Sérgio Moro circulou por poucas horas em Salvador com 5 policiais federais – entre eles uma mulher – em uma Pajero blindada.

Protesto

Moro foi alvo de protestos de militantes do PT na porta do hotel e no shopping onde palestrou para delegados federais e convidados ontem.

Força-tarefa

A procuradora Ana Carolina Haliuc Bragança irá coordenar a força-tarefa de combate à macrocriminalidade na Amazônia pelos próximos 18 meses. Formado por outros cinco procuradores, o grupo vai atuar no combate à mineração ilegal, ao desmatamento, à grilagem de terras públicas, à violência agrária e ao tráfico de animais silvestres.

Brics

O advogado Marcus Vinicius Coêlho chefia a delegação brasileira no Fórum Legal Brics, que reúne na Cidade do Cabo, na África do Sul, autoridades do mundo jurídico de Brasil, Rússia, Índia, China e país anfitrião.

Intercâmbio

O evento visa integrar os países do bloco e ampliar o intercâmbio entre advogados e demais profissionais do direito. Marcus Vinicius, que presidiu a OAB Nacional, é o atual presidente da comissão de Direito Constitucional da entidade.

Antenado

Vice-presidente de Assuntos Regulatórios e Institucionais da TIM, Mario Girasole recebe hoje a Medalha do Pacificador do Exército.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Carlos Costa disse:

    É bom ter precaução, nãos se pode dar carta de alforria para esse povo, já estão voando alto demais.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *