Início » Brasil » Dengue bate recorde no estado de São Paulo
Dengue em São Paulo

Dengue bate recorde no estado de São Paulo

Com mais de 222 mil casos confirmados, este é o maior registro desde 1986. O número de mortes confirmadas também está prestes a bater o recorde

Dengue bate recorde no estado de São Paulo
Embora o pico de infestação da dengue deva ocorrer por agora, entre a última semana de abril e o começo de maio, as condições de proliferação do mosquito devem minguar com menos chuvas e temperaturas mais baixas (Reprodução/Wikipedia)

Com 222.044 vítimas da dengue em 645 cidades de São Paulo até o dia 22 de abril, o estado vive o maior número de casos confirmados da doença desde o primeiro registro da série histórica disponível, iniciada em 1986. As informações do número de vítimas são do último boletim do Centro de Vigilância Epidemiológica estadual, órgão que tabula os resultados.

Anteriormente, o recorde de contaminados pela doença era de 2013, quando 209.052 pessoas se infectaram durante o ano em todo o estado. Em 2014, por sua vez, foram 204.236 confirmações.

O número de mortes confirmadas também está prestes a ter o recorde batido neste ano no estado de São Paulo. Já são ao menos 125 óbitos contra 141 em 2010, segundo dados do Ministério da Saúde. O agravante é que outras cerca de 90 mortes que podem ter ocorrido devido à dengue ainda estão sendo investigadas em laboratório.

No entanto, municípios do noroeste do estado que tiveram surtos fortes da doença, como Bauru, Marília, Botucatu, Araçatuba e Bebedouro, que enfrentam a dengue desde janeiro, começam a ter uma desaceleração das confirmações. Apesar disto, a doença ainda segue um ritmo forte de contaminação em cidades da Baixada Santista, da grande São Paulo e da região de Campinas, por exemplo.

Como cerca de 80% dos focos da dengue ficam dentro das casas, diversas prefeituras do estado, como a da capital, onde já há epidemia em 13 distritos, pediram auxílio de homens do Exército para ajudar na contenção destes focos.

Embora o pico de infestação da dengue deva ocorrer por agora, entre a última semana de abril e o começo de maio, as condições de proliferação do mosquito devem minguar com menos chuvas e temperaturas mais baixas.

Fontes:
Folha de S. Paulo-Com total de 222 mil casos, dengue bate recorde no Estado de SP

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *