Início » Brasil » Dengue e chikungunya deixam dez capitais em estado de alerta
perigo em dobro

Dengue e chikungunya deixam dez capitais em estado de alerta

Levantamento do Ministério da Saúde alerta para o risco de epidemias das duas doenças no verão deste ano

Dengue e chikungunya deixam dez capitais em estado de alerta
Ministério da Saúde diz que é preciso redobrar o cuidado neste verão (Reprodução/Internet)

Dez capitais brasileiras estão em estado de alerta para a dengue e a febre chikungunya. Os dados são do Levantamento Rápido do Índice de Aedes aegypti (LIRAa), feito pelo Ministério da Saúde.

Leia mais: Brasil já registra mais de 800 casos de febre chikungunya

De acordo com o levantamento, o alto grau de criadouros de mosquitos, somado às altas temperaturas previstas para o verão deste ano, deixou em alerta Maceió, Cuiabá, Natal, Recife, São Luís, Aracaju, Vitória, Porto Alegre, Belém e Porto Velho.

Segundo o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa, o levantamento vai ajudar a nortear trabalho de combate aos criadouros de mosquitos Aedes aegypti e Aedes albopictus, transmissores das doenças.

O levantamento do Ministério da Saúde faz parte de uma campanha que tem como slogan “O Perigo Aumentou”, que alerta para o risco do país enfrentar epidemias simultâneas das duas doenças no próximo verão.

Ao apresentar os dados do levantamento, o ministro da Saúde, Arthur Chioro, disse que é preciso reforçar as estratégias de prevenção nas áreas afetadas. “Não podemos negar que temos duplo risco este ano. É preciso olhar armazenamento de água, medidas de proteção, com o uso de telas”.

Uma grande preocupação do Ministério da Saúde é evitar uma confusão no diagnostico das duas doenças, que têm sintomas muito parecidos. Para isso, o órgão está preparando cartilhas para orientar médicos na diferenciação dos sintomas. Uma cartilha direcionada aos pacientes também será distribuída pelo órgão.

Fontes:
Estadão-Dez capitais estão em estado de alerta para dengue e chikungunya

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *