Início » Brasil » Deportação de brasileiros na Europa cresce quase 40%
IMIGRANTES ILEGAIS

Deportação de brasileiros na Europa cresce quase 40%

Brasil está entre os 10 países com mais cidadãos em situação irregular expulsos de solo europeu em 2017

Deportação de brasileiros na Europa cresce quase 40%
O cálculo da Frontex apenas inclui migrantes que vivem irregularmente no continente (Foto: Flickr)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Mais de 3,1 mil brasileiros foram deportados da Europa no primeiro semestre de 2017, segundo dados da Agência de Fronteira da Europa (Frontex). A pesquisa, divulgada na última segunda-feira, 18, mostrou que o Brasil está entre os 10 países com mais expulsões do continente, com um aumento de 37% em comparação aos seis primeiros meses de 2016, quando 2,3 mil tiveram que deixar o território europeu.

O Brasil está em décimo lugar entre as nacionalidades com mais deportações, com 200 a menos que a Síria. Ucrânia e Marrocos lideram a lista, com mais de 11 mil casos cada um nos primeiros meses de 2017. A maior parte das deportações foram para brasileiros que chegaram à Europa entre 2015 e 2016, quando o Brasil atingia os seus piores níveis econômicos e de desemprego.

A última vez que o Brasil figurou na lista dos países com mais deportações da Europa foi em 2011, quando os governos do continente endureceram a política migratória devido à crise econômica europeia. Apenas em 2011, 6 mil brasileiros foram obrigados a deixar o solo europeu. No entanto, se repetir os números do primeiro semestre, 2017 pode superar o seu antecessor.

O cálculo da Frontex apenas inclui migrantes que vivem irregularmente no continente, não levando em conta pessoas que foram barradas ainda nos aeroportos. Em 2016, 3,7 mil brasileiros foram impedidos de entrar na Europa, enquanto nos seis primeiros meses deste ano, 1,7 mil não puderam pisar em solo europeu.

E os números de expulsões de brasileiros irregulares parecem que vão piorar ainda mais em relação a 2016. Isso porque, no ano anterior, foram deportados 986 pessoas apenas no primeiro trimestre. Enquanto isso, nos três primeiros meses de 2017, 1,5 mil migrantes tiveram que deixar a Europa e, entre abril e junho, o número subiu para mais de 1,6 mil ordens de expulsão, quase 18 por dia.

Apenas em 2016, a Europa expulsou 303 mil estrangeiros que viviam de forma irregular no continente. No primeiro semestre de 2017, esse número foi de 37 mil. Isso porque, atualmente, países europeus adotaram leis mais severas contra o trabalho de imigrantes ilegais, com empregadores sendo multados quando são flagrados com funcionários sem registro.

Fontes:
Estadão - Deportação de brasileiros irregulares da Europa cresce quase 40%

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *