Início » Brasil » Uma em cada quatro brasileiras tem sintomas de depressão pós-parto
ESTUDO DA FIOCRUZ

Uma em cada quatro brasileiras tem sintomas de depressão pós-parto

Pesquisa contou com a participação de 23.896 mulheres entre 6 e 18 meses após o parto

Uma em cada quatro brasileiras tem sintomas de depressão pós-parto
Taxa de depressão pós-parto em países de baixa renda é de 19,8% (Fonte: Reprodução/Thinsktock)

Um estudo da Escola Nacional de Saúde Pública, da Fiocruz, revelou que cerca de uma em cada quatro mulheres apresenta sintomas de depressão pós-parto no Brasil.

A pesquisa, que contou com a participação de 23.896 mulheres entre 6 e 18 meses após o parto, será publicada no Journal of Affective Disorders.

Em entrevista à BBC Brasil, Mariza Theme, que liderou a pesquisa, afirmou que “é a primeira vez que temos um estudo no Brasil com tantas mulheres distribuídas por todos os estados do país, e os resultados mostram que o número de mães que apresentam sintomas está acima da média internacional”.

De acordo com a OMS, em média, a taxa de depressão pós-parto em países de baixa renda é de 19,8%. O estudo da Fiocruz mostra que no Brasil o índice é de 26,3%, superior também ao registrado em países europeus, nos EUA e na Austrália.

A pesquisadora Mariza Theme ressalta a necessidade de o governo monitorar o problema no pré-natal e após o parto, uma vez que “sem ter essa questão incorporada de fato e de forma sistemática à rotina do SUS, essas mulheres não são identificadas, e portanto não são tratadas. Estão soltas por aí, sofrendo com um problema que pode ter reflexos no desenvolvimento da criança e na saúde das mães”.

Em nota, o Ministério da Saúde afirmou que oferece atendimento integral e gratuito às gestantes nos períodos pré-natal e pós-parto nas Unidades Básicas de Saúde e que os profissionais que acompanham a mulher “têm capacitação e qualificação para identificar, a qualquer momento, sinais de sofrimento mental e possíveis mudanças de comportamento para intervir da melhor forma possível”.

Ainda de acordo com o estudo da Fiocruz, a maioria das mulheres brasileiras que sofre com depressão pós-parto tem em média 25,6 anos, é da cor parda, de baixa condição socioeconômica, com antecedentes de transtorno mental, hábitos não saudáveis e em geral já teve outros filhos e não planejou a gravidez.

Fontes:
BBC Brasil - ‘Pensei em me matar’: 1 em 4 mulheres sofrem de depressão pós-parto no Brasil

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Ludwig Von Drake disse:

    A palavra “maioria” enfraquece qualquer pesquisa, pois generaliza. Segundo a pesquisa, a depressão pós-parto vem à reboque de diversos outros problemas, como pobreza, desinformação, etnia e antecedentes de transtorno mental. Portanto a depressão é anterior a gravidez.
    Logo estarão defendendo o aborto para as mulheres que tenham esses “sintomas”.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *