Início » Brasil » Deputado federal é acusado de aplicar golpes no Brasil e nos EUA
BRASIL

Deputado federal é acusado de aplicar golpes no Brasil e nos EUA

Luis Miranda (DEM-DF) é acusado de aplicar golpes em empresários, que vão desde venda de franquias até comercialização de cursos e carros

Deputado federal é acusado de aplicar golpes no Brasil e nos EUA
Deputado está com passaporte retido devido a um processo e teve as contas de campanha rejeitadas (Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados)

O deputado federal Luis Miranda (DEM-DF) está sendo acusado de aplicar golpes  nos Estados Unidos e no Brasil. As informações foram reveladas em uma reportagem do Fantástico, da Rede Globo, no último domingo, 8.

A equipe de reportagem ouviu 25 pessoas, mas apenas 11 gravaram entrevista e duas aceitaram ser identificadas. Um dos denunciantes identificados, o empresário Sandro Silveira Antonalia, afirmou ter tido um prejuízo de R$ 150 mil.

Outros dois empresários, envolvidos com compra e venda da franquia Fitcorpus – uma clínica de estética criada por Luis Miranda em 2008 -, disseram ter tido prejuízos de cerca de R$ 200 mil. A clínica de estética foi proibida pelo Conselho Regional de Medicina do Distrito Federal de realizar qualquer procedimento cirúrgico.

Além da venda de franquias da Fitcorpus, Luis Miranda já atuou na venda de cursos, que custavam cerca de R$ 1,2 mil e teriam reunido 18 mil alunos; grupos de investimentos, que renderiam mais do que a caderneta de poupança e o tesouro direto; e compra e venda de produtos, principalmente carros.

Um dos clientes que adquiriu o curso classificou Luis Miranda como um “estelionatário, um quadrilheiro”. Já outro revelou ter enviado cerca de R$ 240 mil para a compra de dois carros e, como não teve lucro, solicitou a devolução do dinheiro investido. Já o empresário Sandro Antonalia afirmou que chegou a ser ameaçado fisicamente por Luis Miranda nos EUA.

O deputado federal, por sua vez, nega que tenha aplicado golpes e atribui a queda no faturamento à ação de um grupo que o ataca pela internet. Sobre as dívidas com sócios e clientes, Luis Miranda afirmou que, aos poucos, estão pagando todas as pessoas.

Luis Miranda já foi alvo de pelo menos 26 ações na Justiça, movidas por sócios, franqueados, pacientes, ex-funcionários, entre outros. Ao fim dos processos, mudou-se para Miami, nos Estados Unidos, em 2014. O empresário só retornou ao Brasil em 2018, lançando-se em campanha ao Congresso Nacional, sendo eleito deputado federal com 65 mil votos.

Miranda foi eleito com um discurso de que não queria “salário do governo, verba de gabinete”. No entanto, o parlamentar segue recebendo os benefícios governamentais, como um salário de R$ 33.700 e mais R$ 111 mil de verba de gabinete. O deputado federal se defende, afirmando que os gastos da campanha ainda não permitiram que abrisse mão do salário, mas que isso vai ocorrer.

Atualmente, Luis Miranda é investigado pela Procuradoria-Geral da República, em caráter sigiloso, está com o passaporte retido pela Polícia Federal devido a um processo de indenização e teve as contas de campanha reprovadas pelo Tribunal Regional Eleitoral. O parlamentar recorre da decisão.

A Executiva Nacional do Democratas afirmou, através de uma nota, que vai seguir acompanhando o desdobramento do caso relacionado ao deputado Luis Miranda e, em seguida, a direção “vai avaliar se é necessário abrir processo disciplinar interno”, que pode ir desde uma notificação até a expulsão do partido.

Fontes:
G1-Deputado federal do DF é acusado de aplicar golpes milionários no Brasil e nos EUA
G1-Deputado Luis Miranda terá de prestar esclarecimentos ao DEM após denúncia de golpes no Brasil e nos EUA

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *