Início » Brasil » Deputados que não foram eleitos ganham cargos na Alerj
SALÁRIOS DE ATÉ R$ 31 MIL

Deputados que não foram eleitos ganham cargos na Alerj

Cargos foram escolhidos pela presidência da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro

Deputados que não foram eleitos ganham cargos na Alerj
Cargos têm salários de até R$ 31 mil (Fonte: Reprodução/Agência Brasil/Fernando Frazão)

Escolhidos pela presidência da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), alguns deputados que não se elegeram vão ocupar cargos em gabinetes com salários de até R$ 31 mil. A informação é do programa RJTV, da TV Globo.

É o caso, por exemplo, de Jânio Mendes (PDT), que obteve 10 mil votos e não conseguiu se reeleger. O ex-parlamentar agora será diretor de departamento financeiro, com um salário de R$ 17 mil.

O ex-deputado estadual André Lazaroni (MDB), tentou se tornar deputado federal, recebeu 28 mil votos, porém não foi eleito. Agora Lazaroni será subdiretor geral de informática da Casa.

Outro que também tentou ser deputado federal, porém não conseguiu, foi Geraldo Pudim (MDB). Ele ocupará o cargo de secretário geral da Mesa.

Com remuneração mensal de R$ 31 mil cada, os salários de Lazaroni e Pudim serão maiores do que quando eram deputados estaduais.

Fontes:
G1 - Deputados que não foram eleitos garantem cargos em gabinetes na Alerj

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

3 Opiniões

  1. carlos alberto martins disse:

    e depois o governo do Rio não tem dinheiro para pagar os servidores.o governo federal tem que suprimir qualquer ajuda financeira a eles pois são um bando de larápios do dinheiro público.o povo carioca deveria ir as ruas em manifesto contra esses vagabundos.ops me esqueci que o carnaval está chegando,isso sim é importante para um povo desprovido de dignidade para consigo mesmo.

  2. Antonio Rodrigues disse:

    Bandidos… está na cara. Esses tais de cargos de confiança que só servem parta cabide de emprego têm que acabar. Essa Assembleia é uma vergonha, começando pelo presidente, continuando com esses cargos nojentos e terminando com presos sendo empossados. Tudo isso, por total incúria do poder judiciário, que se esconde convenientemente.

  3. Gloria de Castro disse:

    Escolhidos pela presidência da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), alguns deputados que não se elegeram vão ocupar cargos em gabinetes com salários de até R$ 31 mil. A informação é do programa RJTV, da TV Globo.

    Eu só queria entender: eles não foram eleitos e levam este prêmio de consolação da presidência da Alerj, com remuneração mensal de R$ 31 mil cada.

    Ou seja, os salários de Lazaroni e Pudim serão maiores do que quando eram deputados estaduais.

    Os eleitores do Rio mostraram na urnas que não querem mais estes elementos administrando nossa cidade, e vem a Alerj e, impunemente, coloca em cargos criados estas mesmas pessoas – PESSOAS QUE NÓS REJEITAMOS NAS URNAS !!!

    Esta alerj não pode ser considerada uma entidade séria !!!

    Não não queremos estas pessoas, as repudiamos nas urnas !!! O que foi que a alerj não entendeu ?

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *