Início » Brasil » Dilma cancela ida ao Fórum Econômico Mundial deste ano
Conferência em Davos

Dilma cancela ida ao Fórum Econômico Mundial deste ano

Presidente, no entanto, mantém presença confirmada na posse de Evo Morales. Escolha das viagens indica que a América Latina é prioridade na agenda do governo

Dilma cancela ida ao Fórum Econômico Mundial deste ano
Dilma discursa no Fórum Econômico Mundial de 2014 (Reprodução/Internet)

A presidente Dilma Rousseff cancelou nesta terça-feira, 13, sua presença no Fórum Econômico Mundial, que será realizado de 21 a 24 de janeiro em Davos, Suíça.

Segundo a assessoria presidencial, a viagem ao fórum obrigaria Dilma a passar muitos dias no exterior, em pleno momento de turbulência econômica no país, quando medidas necessárias e impopulares estão sendo aprovadas no Congresso.

Dilma, no entanto, confirmou presença na cerimônia de posse do presidente boliviano, Evo Morales, reeleito para um terceiro mandato. Segundo a assessoria presidencial, a viagem é uma retribuição de Dilma à presença de Evo Morales em sua posse, no dia 1º de janeiro deste ano.

A presidente também manteve presença confirmada na 3ª Cúpula da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac), que ocorrerá em São José, na Costa Rica, nos dias 28 e 29 de janeiro.

A escolha das viagens internacionais indica que o governo pretende dar prioridade às s relações diplomáticas do Brasil com os demais países latino-americanos.

Joaquim Levy vai a Davos

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, ficou encarregado de representar o Brasil no Fórum Econômico Mundial. Ele deverá estar acompanhado do ministros do Planejamento, Nelson Barbosa, e do presidente do Banco Central, Alexandre Tombini.

Nesta terça-feira, Levy disse que pretende levar ao evento a mensagem de que “o Brasil é uma economia que tem grandes recursos e com mudanças na sua política econômica”.

Fontes:
Valor-Dilma cancela viagem a Davos e vai à posse de Evo
Estadão-Dilma cancela ida para o Fórum Econômico Mundial, diz fonte

1 Opinião

  1. André Luiz D. Queiroz disse:

    Quer saber?, é até bom que ela não vá mesmo: primeiro, porque o dispêndio financeiro para o país será menor (partindo da premissa de que o ‘séquito’ de assessores e convidados que acompanharão Levy, Barbosa e Tombini — ministro da Fazenda, ministro do Planejamento, e presidente do Banco Central, respectivamente — seja menor do que a ‘corte’ que acompanha a presidente em suas viagens oficiais ao exterior…); segundo, porque deve evitar que Dilma Rousseff novamente ‘envergonhe’ a imagem do país com suas falas confusas, que não juntam ‘né com cré’!…

    De resto, mais do mesmo! Evo Morales e cia. são a expressão do Fórum de São Paulo, com toda aquela manjada ideologia esquerdista de culpar o ‘imperialismo americano’ pelo atraso da América Latina… A mente desse povo é terra salgada…!

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *