Início » Brasil » Dilma e Alckmin se encontram para discutir crise hídrica
Mão Estendida

Dilma e Alckmin se encontram para discutir crise hídrica

As medidas a serem tomadas serão discutidas nesta reunião e incluem um pacote de ajuda financeira estimado em R$ 18,7 bilhões

Dilma e Alckmin se encontram para discutir crise hídrica
Os ministros de Dilma foram orientados a ter empenho total para a resolução do problema (Reprodução/Internet)

A presidente Dilma Rousseff se reúne nesta segunda-feira, 10, com o governador do estado de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), para ajudá-lo a buscar uma saída para a crise hídrica do estado. As medidas a serem tomadas serão discutidas nesta reunião e incluem um pacote de ajuda financeira estimado em R$ 18,7 bilhões, segundo o jornal Folha de S. Paulo.

A maior parte dos recursos previstos irá para obras que ainda não foram iniciadas e que podem suprir a necessidade de água do estado. Projetos que já foram iniciados também receberão uma pequena parte dos recursos. Dilma e Alckmin também discutirão medidas de impacto imediato, como a permissão de uso do volume morto e a autorização pela Agência Nacional de Águas (ANA) para que o reservatório de Atibainha opere em cota abaixo da atualmente prevista.

Os ministros de Dilma foram orientados a ter empenho total para a resolução do problema e, apesar de a crise hídrica ter sido tratada como exemplo de fracasso de gestões tucanas, os ministros do governo agora falam em “política da mão estendida”.

A aproximação entre a presidente e o governador viabilizará a resolução da crise. Dilma informou que o Planalto financiará parte do montante previsto por meio de bancos públicos. Muitos dos projetos já estão em fase “adiantada”, segundo o jornal Dilma e Alckmin também discutirão a liberação dos recursos de convênios já firmados para a construção da linha 13 da CPTM, reforma de estações e o prolongamento da linha 9 até Varginha.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *