Início » Brasil » Dilma pode abrir mão da CPMF em troca de proposta alternativa
ECONOMIA

Dilma pode abrir mão da CPMF em troca de proposta alternativa

PTB deu uma sugestão que, segundo o líder da bancada, atraiu o interesse da presidente

Dilma pode abrir mão da CPMF em troca de proposta alternativa
Desde que o governo anunciou a tentativa de voltar com a CPMF, ele tem sido criticado devido à impopularidade do imposto (Foto: Marcelo Camargo/ Agencia Brasil)

Deputados federais afirmaram que a presidente Dilma Rousseff pode abrir mão da ideia de voltar com a Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) em troca de uma proposta alternativa de incremento das receitas federais.

Com o objetivo de conter a crise política que ameaça seu mandato, Dilma começou a se encontrar com bancadas partidárias da Câmara, no Palácio da Alvorada. O primeiro encontro ocorreu na última terça-feira, 23, com a bancada do PTB, partido de pequeno porte na Câmara.

Após Dilma falar sobre a crise econômica e pedir apoio ao retorno da CPMF, que com uma alíquiota de 0,38% sobre a movimentação bancária poderia render R$70 bilhões anuais aos cofres públicos, ela disse que estaria aberta a propostas.

Na reunião, o PTB apresentou uma proposta de reorganização tributária, com a extinção de algumas cobranças e criação de outras. Segundo o  líder da bancada petebista na Câmara, Joavir Arantes (GO), Dilma manifestou grande interesse pela alternativa e ficou de dar uma resposta nos próximos dias. Joavir, entretanto, preferiu não entrar em detalhes sobre a proposta até que haja manifestação positiva da petista.

Desde que o governo anunciou a tentativa de voltar com a CPMF, ele tem sido criticado devido à impopularidade do imposto. Até mesmo aliados do Palácio do Planalto afirmam que as chances de a medida ser aprovada no Congresso são muito pequenas.

Fontes:
Folha de S.Paulo-Dilma aceita trocar CPMF por proposta alternativa, afirmam deputados

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *