Início » Opinião » Artigos » Dilma: se arrependimento matasse, estaríamos bem
Grita Brasil

Dilma: se arrependimento matasse, estaríamos bem

Quem nunca errou que atire a primeira pedra. Eu já até errei e muito, mas será que posso atirar assim mesmo?

Dilma: se arrependimento matasse, estaríamos bem
A coluna Grita Brasil é publicada às quintas
dilma2015

Você nunca errou?

A grande questão é que dependendo de onde e como se erra, pode-se prejudicar a vida de uma nação. E falo isso sem exageros.

Então presidente, muito tarde para se arrepender, né? Será que somente agora é que você percebeu que errou? Ou isso é mais uma estratégia sua para humanizar a coisa e usar o “errar é humano” em sua defesa? Pode até ser. Mas vem cá, você é humana?

O que mudou hoje para você enfim fazer um mea-culpa? E vamos combinar, um mea-culpa bem tupiniquim. Pois usar o “talvez” você e sua equipe econômica tenham demorado a perceber o tamanho da crise, que “talvez” fosse o caso de ter adotado medidas corretivas ainda no ano passado, é abusar um pouco demais da nossa paciência e principalmente da nossa inteligência. Como assim “talvez”? A gente paga o seu salário e o da sua equipe não para termos “talvez”, mas para termos “certeza”.

Muito tarde para “talvez”. Vocês não fizeram (ponto). E agora que a vaca que já foi pro brejo, você surge das trevas para fazer mudanças. Ou você ainda acha que ela foi somente dar uma volta no shopping? Vão dizer “antes tarde do que nunca”, mas será que não já está tarde demais? Temos estrutura para recuperar somente em 2016 com dizem por aí? Tá, mas quando em 2016? Depois das Olimpíadas? O que dizer para os mais de 8 milhões de desempregados de hoje? Tenham paciência. É preciso certo sacrifício. O que dizer para os vários empresários que estão fechando suas portas? Fiquem firmes. Continuem pagando seus impostos que a coisa vai melhorar.

Melhorar? Como pode melhorar se vocês apontam mudança no PIS/Confins que terá um impacto sobre cerca de 2,5 milhões empresas em todo o país? Segundo estudo do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), a maior fatia recairá sobre o setor de serviços, no qual a alíquota passará de 3,65% para 9,25%. Quem aguenta um aumento desses?

Melhorar como se você diz que errou e um dia depois de anunciar (finalmente) cortes de ministérios, aparece com um cheque de R$ 500 milhões para emendas parlamentares e ao mesmo tempo para acalmar aliados. Será mesmo o momento? Ou você vai dizer depois que errou de novo? Aprendi na escola que quando se está em crise geralmente se para tudo, arruma-se a casa, para depois com calma retomar os investimentos. E não porque está na hora de pagar o “acordo” de cavalheiros feitos na hora da votação do ajuste fiscal. Eu voto a seu favor, mas quero um chequezinho básico de x milhões para eu fazer bonito lá onde fui bem votado.

Depois você diz que não sabe de onde veio o tiro.

Dilma, a mesma pessoa com duas caras.

Dilma querida (esse querida é irônico, tá?), queria conseguir entender você. Mas não vou perder meu tempo na análise falando de você. Freud não aprovaria isso. Arrisco até a dizer que você mesmo não se entende.

Dilma, o seu antes e depois é preocupante. Temos que lidar com a Dilma antes de eleição e a Dilma depois da eleição. Para você antes a luz ia baixar, a inflação ficaria dentro da meta, ministérios não seriam cortados, não haveria desemprego e nem oneração da folha de trabalho. Mesmo durante a campanha de sua reeleição você foi confrontada dos problemas que estavam sendo visíveis para quem quisesse enxergar, mas você se mostrou omissa e disse que tudo não passava de pessimismo de certo grupo. E que o seu governo iria superar tudo isso. E não é que isso você conseguiu. Você se superou e conseguiu piorar ainda o que já estava trágico.

Aí hoje o azul não é mais tão azul, o verde nem está tão verde assim, e você está estarrecida da ligação de pessoas do PT e próximas do partido no escândalo da Petrobras. Presidente, é sério isso mesmo?

“Uber” telefônico!

Ricardo Berzoini

Eu vejo que…

O governo ainda consegue me surpreender a cada dia. Essa guerra que começa a ser travada entre as empresas de telefonia contra as empresas que oferecem um serviço semelhante e até gratuito, é mais um capítulo desse governo medíocre, insensato, nojento que diz que nos representa. A mim não.

O ministro das Comunicações, Ricardo “Sem Noção” Berzoni, defendeu na semana passada, em audiência na Câmara, a regulamentação de serviços oferecidos por empresas da internet como Google, WhatsApp, Facebook.

O governo é claro olha pela sua ótica, quanto menos arrecadam as empresas de telefonia que aí estão, menos o governo ganha e menos elas investem.

O ministro deveria olhar de forma global e ver que essas “outras empresas” que ele diz estarem “à margem da lei”, que acusa de serem empresas “piratas”, estão suprindo uma necessidade da população. E deveria então buscar a razão.

O governo deveria ser menos omisso e mais rígido na cobrança dessas empresas “não piratas” e aplicar multas quando necessário e boas multas. Deveria tirar concessões quando necessário. Pois só assim as empresas irão realmente querer investir na melhora de qualidade de seu serviço, passando pelo atendimento ao usuário que acaba refém de um serviço de baixa qualidade.

E viva o WhatsApp!

Salve as baleias.  Não fume em ambientes fechados. Não jogue lixo no chão.

5 Opiniões

  1. Ludwig Von Drake disse:

    Dona Dilma só pode ser disléxica, o que ela fala não faz o menor sentido; e isso se reflete na administração pública.

  2. Beraldo Dabés Filho disse:

    Com provas concretas todos devem ser “caíveis”. Caso contrário, “incaíveis”. “Pro bom entendedor, um pingo é letra”.
    Compreensível que ignorantes não compreendam, mas hipócritas não são merecem compreensão. A oposiçãozinha incompetente está cheia, tanto de uns como de outros.

  3. helo disse:

    Na arca de Noé está o governo se salvando e afogando o país. A justiça surgiu com duas pessoas, Joaquim Barbosa com o Mensalão, Moro com o Petrolão. A corrupção contemporânea e histórica este governo implantou, sem transparência, com o “nada sei”, e da qual ainda continua impune. Pagamos nós. Quando Pedro fala de Paulo, fala de incompetência, campanha, slogan, corrupção. Oposição é a que faz o governo contra o país. O país não morreu, mas vai piorando com a falta de coragem dos que pensam só em 2018. E até lá?

  4. Apolonio Prestes disse:

    Dabés: ignorância ou desonestidade intelectual? O partido que fez o mensalão e o petrolão “estancou a corrupção”? É piada…

  5. Beraldo Dabés Filho disse:

    Nesta coluna o Mundo está acabando desde 2003, mas como o autor é apenas e tão somente um candidato a Analista Político, a serviço da oposiçãozinha mais incompetente da história do País, a versão Século XXI da Arca de Noé ainda não passou pelo Brasil. O melhor slogan para a campanha do Lula 2018 está sendo bem montado agora pela burra da oposição que não enxerga um palmo a frente do nariz (inclusive o do Aécio Neves…): PT, O ÚNICO QUE FOI CAPAZ DE ESTANCAR A CORRUPÇÃO NO BRASIL.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *