Início » Brasil » Dilma tem quase o dobro de tempo na TV do que Aécio e Campos juntos
Propaganda eleitoral

Dilma tem quase o dobro de tempo na TV do que Aécio e Campos juntos

Dos 25 minutos de cada bloco, a presidente terá 11 minutos e 48 segundos para propaganda eleitoral no rádio e na TV

Dilma tem quase o dobro de tempo na TV do que Aécio e Campos juntos
Dilma conta com apoio de nove partidos nestas eleições, que representam maior parte dos deputados na Câmara (Foto:Reprodução/Internet)

A presidente Dilma Rousseff ficou com 47,2% do espaço na TV para campanha, o que representa quase o dobro de tempo de Aécio Neves e Eduardo Campos juntos do horário eleitoral na TV e no rádio. O Tribunal Superior Eleitoral divulgou tabela nesta quinta-feira, 10, com a distribuição do tempo para propaganda  dos candidatos.

Dilma conta com o apoio de nove partidos: PT, PMDB, PSD, PP, PR, Pros, PDT, PC do B e PRB. Dos 25 minutos de cada bloco, a presidente terá 11 minutos e 48 segundos; contra 4 minutos e 31 segundos de Aécio Neves, que tem apoio de nove partidos também; e 1 minuto e 49 segundos de Eduardo Campos, com seis apoiadores.

O PSC do Pastor Everaldo terá 1 minuto e 8 segundos. Já o PV de Eduardo Jorge ficará com 1 minuto e 1 segundo. Os candidatos do PSOL, PSDC, PRTB, PSTU, PCB e PCO ficarão com um tempo entre 45 e 51 segundos.

O cálculo da distribuição do tempo da propaganda eleitoral se baseia no tamanho da bancada dos partidos na Câmara de Deputados. Já no segundo turno, se houver, será dividido igualmente entre os candidatos. A propaganda começa em 19 de agosto na TV e no rádio.

Fontes:
Veja - Dilma terá o dobro do tempo de TV de Aécio e Campos juntos, diz TSE

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

5 Opiniões

  1. Roberto Henry Ebelt disse:

    Essa reforma eleitoral que não sai é um horror. Depois de 25 anos de “democracia” ainda existem tantas coisas para arrumar que parece que seria melhor voltar aos tempos em que os militares punham um pouco de ordem nesta bagunça conhecida como Brasil.
    Da maneira como é atualmente feita a distribuição do tempo de propaganda eleitoral, a tendência é manter no poder quem já está lá.
    Isso não é correto, pois um dos pilares da democracia (sem aspas) é a alternância dos partidos no poder.
    Entre as possíveis sugestões uma opção seria a de fazer obrigatoriamente um segundo turno “de verdade”.
    Obedecendo os resultados do primeiro turno, seriam escolhidos os três ou quatro candidatos mais votados e então faríamos uma campanha eleitoral para esses verdadeiros candidatos, com debates sérios, devidamente televisionados, evitando a síndrome de Enéias, que se constitui de partidos nanicos infernizando a vida da população.

  2. jomabastos disse:

    Quando virá uma reforma eleitoral? E tem que ser profunda!

  3. Ludwig Von Drake disse:

    Cada ministério dado à base aliada não vale um minuto, que desmoralização.

  4. PLinio disse:

    É merecido, os outros só vão falar asneiras mesmo…..

  5. Áureo Ramos de Souza disse:

    Com todo esses 47% de propaganda mesmo assim ela não ganha, lembram de MEU NOME É ENEAS

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *