Início » Brasil » Diretas Já reúne 1,7 milhão de pessoas em São Paulo
Democracia

Diretas Já reúne 1,7 milhão de pessoas em São Paulo

Mesmo com a enorme pressão popular pela aprovação da emenda, os deputados federais votaram pela manutenção do sistema indireto para as eleições

Diretas Já reúne 1,7 milhão de pessoas em São Paulo
Com grande adesão da população, as manifestações ficaram conhecidas como o movimento das 'Diretas Já' (Reprodução/Wikimedia Commons)

Em 1979, o regime militar permitiu a formação de novos partidos no Brasil, que depois viriam a disputar, em 1982, as eleições para os governos estaduais e demais cargos legislativos. Em meio a esse quadro de lento retorno a democracia, deputados começaram a se articular para a criação de uma lei que instituísse o voto direto na escolha do sucessor do presidente João Batista Figueiredo.

Em 1983, o deputado Dante de Oliveira do PMDB apresentou ao Congresso Nacional uma proposta de emenda à Constituição que previa o restabelecimento de eleições diretas para a Presidência da República. A divulgação da “Emenda Dante de Oliveira” repercutiu em outros partidos e em grupos politizados que começaram a organizar grandes comícios pela aprovação do projeto de lei.

Com grande adesão da população, essas manifestações ficaram conhecidas como o movimento das “Diretas Já”. No dia 16 de abril de 1984, cerca de 1,7 milhão de pessoas se mobilizaram em São Paulo, no maior comício do movimento.

Mesmo com a enorme pressão popular pela aprovação da emenda, os deputados federais votaram pela manutenção do sistema indireto para as eleições de 1985. Para que a emenda fosse aprovada, eram necessários 2/3 dos votos, o que corresponde a 320 votos. Foram 298 votos a favor e 65 contra. Ao todo, 112 deputados não compareceram a votação.

Fontes:
Brasil Escola-Diretas Já

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *