Início » Brasil » ‘Ditadura da Justiça’: a inversão da moral no Congresso
GRAVAÇÕES POLÊMICAS

‘Ditadura da Justiça’: a inversão da moral no Congresso

Em conversas gravadas, Sarney e Renan criticam investigadores que combatem a corrupção

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Os últimos áudios divulgados de conversas gravados pelo ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado com o senador aposentado José Sarney e com o presidente do Senado, Renan Calheiros mostram a surpreendente inversão da moral que norteia o pensamento desses políticos da esfera legislativa. Para eles, quem pratica “abuso de poder” é  um certo juiz federal do Paraná, o “mau-caráter é Rodrigo Janot, responsável pro conduzir as investigações da Lava Jato contra políticos com foro privilegiado, e o sistema de delação premiada é “tortura”.

No áudio de Machado e Sarney, o ex-senador reclama do que chama de “ditadura da Justiça”. Eis o trecho:

MACHADO – Não teve um jurista que se manifestasse. E a mídia tá parcial assim. Eu nunca vi uma coisa tão parcial. Gente, eu vivi a revolução […]. Não tinha esse terror que tem hoje, não. A ditatura da toga tá f***.

SARNEY – A ditadura da Justiça tá implantada, é a pior de todas!

MACHADO – E eles vão querer tomar o poder. Pra poder acabar o trabalho.

Machado e Sarney também criticam as nomeações que a presidente Dilma Rousseff fez para o Supremo Tribunal Federal (STF).

SARNEY – E com esse Moro perseguindo por besteira.

MACHADO – Presidente, esse homem tomou conta do Brasil. Inclusive, o Supremo fez porque é pedido dele. Como é que o Toffolil e o Gilmar fazerm uma p*** dessa? Se os dois tivessem votado contra, não dava. Nomeou uns ministro de m*** com aquele modelo.

SARNEY – Todos.

Em um encontro com Renan, investigado na Lava Jato, Machado e o senador xingam o procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

MACHADO: Agora esse Janot, Renan, é o maior mau caráter da face da Terra.
RENAN: Mau caráter! Mau caráter! E faz tudo que essa força-tarefa (Lava Jato) quer.
MACHADO:É, ele não manda. E ele é mau caráter. E ele quer sair como herói. E tem que se encontrar uma fórmula de dar um chega pra lá nessa negociação ampla para poder segurar esse pessoal (Lava Jato). Eles estão se achando o dono do mundo.
RENAN: Dono do mundo.

Na última quarta-feira, 25, a Folha de S. Paulo divulgou mais diálogos entre Renan e Machado em que o senador defende mudanças na lei que trata de delação premiada de forma a impedir que um preso se torne delator.

Fontes:
O Globo - Renan e Sarney prometem a investigado interferir na Lava Jato

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

6 Opiniões

  1. Ludwig Von Drake disse:

    O poder soberano é uno e indivisível. Quando Executivo e Legislativo se apequenam, cresce a influência do Judiciário. Ainda bem, na Venezuela o Judiciário se uniu aos corruptos.

  2. assim falou Golbery disse:

    num país que foi fundado e moralmente fundamento pelas piores escórias sociais degredadas
    Europa, safado é que quem não é imundamente safado.

  3. helo disse:

    A foto ilustra bem o apequenamento apontado por von drake

  4. Beraldo disse:

    O governo da direitinha golpista jurídico-político-midiática, está sem saber o que fazer ou falar, ante o histórico escracho recente do golpe, revelado nas gravações até agora divulgadas.

    A propósito de golpistas, qual terá sido o motivo da visita do Gilmar Mendes, que representa o PSDB/DEM no Judiciário, ao Michel Temer, assim de repente, sem quê nem pra quê?

  5. helo disse:

    Beraldo, se esse governo da base Lula/Dilma cai, o que acontece? É Dilma ou existe alguma alternativa de esquerda? Os grampos me parece que mostram um pacto conjunto PT/base contra o Moro. Afinal são estes que estão sendo investigados ou presos. Esse pacto é golpe? Você considera que obstrução da justiça é natural ou é crime? E corrupção?

  6. Joaquim Caldas disse:

    O governo precisando de dinheiro,anda de saias curtas e roupas transparentes,fio dental e etc…,
    expostos aos estupros?
    O Brasil não é um país do estupro às mulheres é estuprador da economia,que deixou quatro trilhões na dívida pública,difícil de extraí-la?

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *