Início » Brasil » E o ajuste fiscal…
Grita Brasil

E o ajuste fiscal…

O governo Dilma penaliza o trabalhador em todas as frentes. Seja mexendo na previdência social, aumentando impostos ou reduzindo os gastos com o PAC

 

Será mesmo que Dilma está só fechando a boca?

Será mesmo que Dilma está só fechando a boca?

Então, para votar o tal do ajuste fiscal, o governo deve tirar a urgência do pacote anticorrupção que a própria presidente disse que seria a sua luta. Mas como o governo é “doente” e não consegue tratar de dois assuntos urgentes, acham melhor deixar a tal da corrupção para depois. Até porque, para que a pressa?

O ajuste fiscal, que é uma tentativa de se salvar as finanças do governo em 2015, não vai ser indolor. No preto e no branco, esse ajuste consiste em cortar despesas do governo, como, por exemplo, os gastos com a Previdência Social e no aumento da sua arrecadação. Ou em outras palavras, aumento de impostos e outras receitas. As propinas de corrupção não entram nessa arrecadação, que tem que ser oficial. O por fora é como o nome diz, por fora, e só aumenta a arrecadação do seu receptor.

Voltando para a época da campanha presidencial, lembro que Dilma disse que não mexeria com os trabalhadores. Meses depois, Dilma faz justamente tudo o que disse que não faria.

Se formos analisar tudo, o governo Dilma penaliza o trabalhador em todas as frentes. Seja mexendo na previdência social, seja aumentando impostos, seja reduzindo os gastos com o PAC, ou reduzindo os investimentos em infraestrutura, saneamento e habitação. Mesmo que o PAC esteja atrasado na maioria das obras.

É isso e acabou. Quem precisa de água, rua asfaltada, luz, esgoto, transporte público de qualidade, vai ter que esperar. Se houver aumento de impostos com certeza irá impactar mais ainda na vida do trabalhador assalariado, que ganha um salário mínimo de fome. Se para a classe média alta, e até para a classe alta, a coisa está ficando feia, imagina para a classe mais pobre, ou menos favorecida!

Dilma não faz o que fala. Se ela fizesse o dever de casa, o setor industrial não teria demitido mais de 50 mil pessoas, as montadores não estariam dando férias coletivas. E a tendência é de alta. Já pela ótica do ministro da Fazenda, Joaquim Levy, essa desaceleração é temporária.

Na verdade, tudo acaba respingando na classe mais baixa. Até a questão da corrupção, que pelo visto ficará para outro momento. Cada milhão desviado é menos um hospital funcionando ou sendo construído, é menos uma escola que poderia ser erguida. Cada milhão desviado é a Saúde Mental que sofre através de seus programas sociais que deixa de receber mais recursos, e deixam os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), que são unidades especializadas em saúde mental para o tratamento e reinserção social de pessoas com transtorno mental grave. Um trabalho sério, com profissionais sérios, psicólogos, psiquiatras, assistentes sociais entre outros especialistas que apesar de serem dedicados carecem de estrutura, melhores salários e, já entrando em outra questão, de um governo que realmente leve a sério a questão do álcool e das drogas. E que não finja que sabe que o problema existe fazendo essa encenação frente às câmeras de televisão apreendendo crianças e adolescentes.

Qual é a música?

Qual é a música?

Pablo, qual é a música?

Deu Roberto Carlos na cabeça na CPI da Petrobras!

Amada amante, assim cantou a doleira Nelma Kodama, condenada a 18 anos nos processos da Lava-Jato, ao explicar sua relação com o (outro) doleiro, Alberto Youssef. Deu Roberto Carlos na cabeça na CPI da Petrobras!

E fico eu aqui a pensar com meus botões, que se essa história que anda circulando por aí, de que Lula teria dito ao ex-presidente uruguaio, José Mujica, que o mensalão existiu, arriscaria dizer que Lula cantaria “Força Estranha”. Pois, cá entre nós, acho que nem bêbado Lula admitiria isso para alguém e ainda se faria de vítima dizendo que isso é mais uma tentativa de golpe por parte da imprensa e de jornalistazinhos que resolvem escrever um livro e que querem sujar (ainda mais) a sua imagem.

Fora isso, o doleiro Youssef volta a envolver Lula e Dilma dizendo que eles deviam saber do esquema. E, sinceramente, não vejo como não estarem cientes de que alguma coisa havia. Até porque fica cada vez mais evidente que Lula tem um dedo nessa lama, pois, segundo o ex-deputado Pedro Corrêa, foi o ex-presidente Lula quem escolheu Paulo Roberto Costa para comandar a Diretoria de Abastecimento da estatal. Se Lula já era “ex”, a coisa é mais grave ainda. Ou seja, no seu íntimo, Lula deve cantar todos os dias “Esse cara sou eu”.

Pois, sinceramente, ainda estamos longe de ouvi-lo cantar “Despedida”.

Salve as baleias. Não jogue lixo no chão. Não fume em ambientes fechados.

1 Opinião

  1. helo disse:

    A esquerda pensante européia e democrática, defende a obrigação do estado de garantir educação e saúde pública para todos. Ao desmontar as universidades e hospitais federais, terceirizando serviços essenciais não consigo entender como este governo se diz de esquerda. Após 12 anos de poder vemos que entendem de marketing, do beneficiamento de seu partido,sem conhecer o caminho inteligente, consistente e seguro para beneficiar o país. O governo não erra pelas suas boas intenções, mas pela sua incapacidade de cumprí-las. Triste mas Evo Morales e Fidel estão se saindo melhor. Estamos vivendo a combinação de populismo com um capitalismo com estado forte. Aquele que ousar a menor crítica será classificado de direita. Erro grave de diagnóstico.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *