Início » Brasil » Eike é denunciado por falsidade ideológica e formação de quadrilha
Denúncia

Eike é denunciado por falsidade ideológica e formação de quadrilha

Eike já havia sido denunciado por manipulação, em relação à OGX, há duas semanas, pelo MPF do Rio

Eike é denunciado por falsidade ideológica e formação de quadrilha
A Justiça Federal pretende investigar o destino do lucro de R$ 122 milhões que Eike teria obtido em duas vendas de ações realizadas em 2013 (Reprodução/Internet)

O empresário Eike Batista e mais sete executivos ligados a OGPar( antiga OGX) foram denunciados à Justiça Federal por supostos crimes de formação de quadrilha, falsidade ideológica e indução de investidores a erro, relacionados à divulgação de informações consideradas otimistas sobre as reservas de petróleo da empresa. Eike também terá seu sigilo fiscal quebrado.

Leia mais: Brasil nunca mandou ninguém para a prisão pelo crime de ‘insider trading’
Leia mais: Eike Batista sabia da inviabilidade de campos da OGX, mas ocultou a informação
Leia mais: Eike estimulou acionistas a investir na OGX enquanto vendia ações da empresa

A Justiça Federal pretende investigar o destino do lucro de R$ 122 milhões que Eike teria obtido em duas vendas de ações realizadas em 2013. Segundo a procuradora da república de São Paulo, Karen Kahn, Eike e seus funcionários divulgaram fatos e informações relevantes entre 2009 e 2013, que levaram o mercado a concluir pela existência de reservas com elevado volume de petróleo e a acreditar na promessa de forte produção de petróleo.

A empresa divulgou a viabilidade das reservas de Tubarão Tigre, Tubarão Gato e Tubarão Areia, mesmo sabendo que extrair petróleo delas não era lucrativo, fato que só foi divulgado quatro meses depois.
Para Kahn, houve crimes contra o sistema financeiro já que “as fraudes atingem a credibilidade e a eficiência do mercado de capitais brasileiros”. Em relação a esta denúncia, as penas podem ir até 14 anos, no caso de Eike, e 22 anos, nos casos dos executivos, porque eles também foram denunciados por manipulação de mercado.

Eike já havia sido denunciado por manipulação, em relação à OGX, há duas semanas, pelo MPF do Rio. Para os procuradores fluminenses, o empresário também negociou ações com base em informações não públicas (“insider trading”). O MPF está avaliando o caso, e o empresário pode ter os bens bloqueados.

Fontes:
O Globo-Justiça Federal vai decretar quebra de sigilo fiscal do empresário Eike Batista
Folha-Eike e mais 7 são denunciados por falsidade ideológica e formação de quadrilha

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *