Início » Brasil » Eleições em mais de mil municípios ainda contestadas por compra de voto
Eleições 2012

Eleições em mais de mil municípios ainda contestadas por compra de voto

Além de dinheiro, os bens e serviços mais prometidos pelos corruptos em troca de favorecimento nas urnas são: laqueadura, implante dentário e material de construção

Eleições em mais de mil municípios ainda contestadas por compra de voto
A compra de voto é crime eleitoral (Reprodução/Internet)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A Justiça Eleitoral ainda julga mais de mil processos, referentes às eleições de 2012, por compra de votos. Os resultados do último pleito nestas cidades ainda estão sendo contestados nos tribunais eleitorais. Uma delas é o município de Paulínia, no interior de São Paulo.

No vídeo, o prefeito e candidato Edson Moura e seu filho, Edson Moura Júnior, ambos do PMDB, após reunião na casa de um cabo eleitoral, aparecem conversando com uma eleitora. Moura tira do bolso o que parece ser dinheiro e dá a mulher “Todo mundo ali saía com dinheiro. Todos”, conta uma das participantes da reunião, em reportagem da TV Globo. Segundo as imagens, a cena se repetiu naquele dia sete vezes.

No Maranhão, no município de Codó, o candidato à reeleição Zito Rolim, do PV, deu o que parecia ser dinheiro a um dos eleitores, enquanto o cumprimentava. Outra eleitora recebe o candidato em casa e pega do chão um papel. Ele coloca dentro dele algo que retira do bolso. Uma entrevistada afirma ser comum a distribuição de dinheiro durante a campanha eleitoral na cidade.

Em Bom Jesus das Selvas,  também no Maranhão, a candidata Cristiane Damião, do PT do B, pede votos em troca da permanência de invasores em uma das propriedades de sua família. Os três políticos foram eleitos e negaram as acusações, sendo que, no município Paulínia, Edson Moura Júnior foi o vencedor, pois acabou substituindo pai nas urnas após ser barrado pela Lei da Ficha Limpa .

São mais de 10.500 processos que questionam candidatos e prefeitos eleitos em 2012, sendo que cerca de 1200 são de acusação por compra de voto. Além de dinheiro, os bens e serviços mais prometidos pelos corruptos em troca de favorecimento nas urnas são: laqueadura, implante dentário e material de construção.

Fontes:
Fantástico - Políticos são acusados de comprar votos nas eleições em 2012

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *